• Neste mês de maio, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia está completando 204 anos! Confira a história dessa Instituição bicentenária!
  • Todas as segundas e quartas-feiras, a Biblioteca promove gratuitamente duas sessões de cinema, com o projeto "Filme na Biblioteca". Confira a programação!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Dica Cultural: SecultBA oferece diversas atrações para o fim de ano no Pelô

Clique para ampliar
A cada mês o Pelourinho é palco de uma programação artística diversificada, que agita a milhares de baianos e turistas. Durante o ano de 2013, mais de 930 atrações artísticas passaram pelos espaços culturais do “Pelô”, dando continuidade a um trabalho de dinamização da vida cultural do Centro Histórico, que é promovido pela Secretaria de Cultura através do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI).

E o ano promete ser encerrado ainda com muita festa e alegria. Confira as opções para não deixar ninguém parado nos últimos dias de festa no Centro Histórico de Salvador.

Na sexta (27), no Largo Pedro Archanjo, às 20h, acontece o Pré-Reveillon do Reduto do Samba, que fará uma confraternização com bons sambistas, para se despedirem do ano de 2013 com muita alegria e samba no Pé. Entre as atrações estão o Grupo PapariccoFora da Mídia, tendo como convidados Rogério BambeiaMaryzeliaJuan Santiago (Banda Reduto do Samba). Os ingressos custam R$ 20 e serão vendidos na sede do Bloco Reduto do Samba – Shopping Orixas Center e no local do evento – apenas no dia do show. O Bloco Banana Reggae promove a segunda edição dos ensaios de verão, “Banana Reggae Summer Party“, reunindo atrações  nacionais e internacionais da cultural reggae, como The GladiatorsFilosofia Reggae OriginalJunior DreadCarlinhos Nação e outros. Os ingressos custam R$ 20. Já no Largo Quincas Berro D’Água, o samba que chega tanto como raiz quanto como plataforma de experimentação rítmica, faz o repertório e a animação do Sambatrônica.

No sábado (28), a noite no largo Pedro Archanjo traz Jonga Zambô com o show Batuque do Sambê. No Largo Tereza Batista, às 20h, acontece o Reggae Esquentando o Carnaval, com o objetivo de iniciar os ensaios do bloco Aspiral do Reggae. O evento será comandado pelo veterano Kamaphew Tawa e a Banda Aspiral, tendo a cantora Jô CaladoDJ Ras Peu e o Mc Makonnen Tafari como convidados. Já no Largo Quincas Berro d’Água, Às 21h, tem o forró eletrônico de Zé Honório e Banda Visgo de Jaca.

No domingo (29), acontece o Pré-Reveillon do Bloco Amor e Paixão no Largo Pedro Archanjo, às 15h. O Bloco Afro Olodum, promove mais um ensaio no Largo Tereza Batista, às 15h e os ingressos custam R$ 30. No Largo Quincas Berro D’Água, às 14h, acontece a 8º Caminhada da Paz dos Moradores do Centro Histórico, com a participação do Catadinho do SambaSamba VerdadeOs Primos.

E o ano se encerra com a musicalidade do Cortejo Afro, esquentando a noite do Largo Pedro Archanjo em clima de festa, no dia 30.

Sem perder o fôlego para 2014, em janeiro a programação já retorna com mais ensaios para o Carnaval e atrações que vão tocar no Pelourinho durante o mês, como Carla Cristina, Sertanília, Suinga, BaianaSystem, Cascadura, Lazzo Matumbi, Vivendo do Ócio, e muito mais que promete agitar o verão no Centro Histórico de Salvador.

Clique aqui e confira a programação completa!

Fonte: Portal SecultBA

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Continuam abertas inscrições de projetos para Edital Setorial de Literatura 2014

Clique para ampliar
Continuam abertas as inscrições para o Edital Setorial de Literatura 2014 até o dia 21 de janeiro de 2014, com aporte financeiro total de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) para projetos de até R$100.000,00 (cem mil reais).

O edital é voltado ao apoio de propostas culturais na área de Literatura com o objetivo de estimular os diversos elos da rede produtiva do setor e ações que dialoguem com outros segmentos, tendo como objeto predominante a literatura.

Exemplos: Criação literária; atividades ou ações que tenham como característica o estímulo à aproximação do público com escritores; circulação (regional e/ou nacional) de autores baianos; interações artístico-literárias (intervenções urbanas, ações coletivas, performances, instalações, entre outras); formação e/ou qualificação para artistas, técnicos e agentes da área; realização de seminários, fóruns, palestras, feiras ou atividades do gênero sobre literatura e suas interfaces; publicação de obras inéditas de autores baianos (poesia, conto, cordel, romance, história em quadrinhos, literatura infantojuvenil, literatura com estética considerada periférica em qualquer gênero); reedição de livros esgotados de autores baianos; pesquisa artística e crítica sobre literatura e suas interfaces, sua memória, acervos e/ou sobre as tradições literárias populares; publicação de periódicos ou revistas que tenham como foco a literatura; propostas na área de Literatura que tratem de temas identitários (cultura afrobrasileira, cigana, indígenas, LGBT, sertaneja, de gênero, etária, entre outras); e outros formatos de proposições aqui não especificadas.

Podem participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, ou pessoas jurídicas que tenham como objeto o exercício de atividades culturais, domiciliadas ou estabelecidas na Bahia há pelo menos três anos.

As inscrições poderão ser feitas SOMENTE pelo Sistema de Gerenciamento de Fomento à Cultura – Clique Fomento, disponível em: siic.cultura.ba.gov.br ou pelos Correios.

Dúvidas ou esclarecimentos: (71) 3324-8546/8520 | editais.funceb@funceb.ba.gov.br
Fonte: SecultBA

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Aviso de funcionamento

Clique para ampliar

Dica Cultural: Exposição “E o Silêncio Nagô Calou em Mim” chega a Salvador

Divulgação
Os instantes eternizados pela fotógrafa e pesquisadora premiada Denise Camargo nas imagens da exposição E o Silêncio Nagô Calou em Mim alforriam as crenças e tradições africanas sufocadas no preconceito de uma nação que insiste em negar ou desconhecer traços indeléveis de suas próprias raízes. Em cartaz no Centro Cultural Correios a partir do dia 19 de dezembro de 2013, a mostra traz imagens acompanhadas de textos, trilha sonora composta especialmente para o projeto, vídeo e um ambiente interativo.

As lentes de Denise focam a cultura afro-brasileira ao entrar no espaço mítico-ritual do candomblé, revelando o processo de criação da artista no território sagrado dos ritos. “Parti da premissa que o território sagrado das cerimônias de candomblé é um espaço de experiência, de imersão cultural, de contemplação e respeito ao acervo de saberes”, detalha ela, que recebeu o Prêmio Palmares em 2012, para publicação da tese Imagética do candomblé, uma criação no espaço mítico-ritual e o Prêmio Brasil Fotografia – Bolsa para desenvolvimento de projeto, este ano.

O resultado do trabalho surpreendeu até a própria fotógrafa, que sempre pensou em tirar o tema do lugar comum. “Em geral, o que se fotografa são os rituais públicos, que são lindos. Mas a minha proposta é reflexo de uma convivência, um mergulho, uma permissão. Quis acrescentar algo àqueles que não conhecem o candomblé e lancei mão de uma luz singular para não tornar o registro fotográfico tão óbvio”, observa Denise.

A curadoria de E o Silêncio Nagô é de Diógenes Moura, escritor, editor, roteirista e curador de fotografia da Pinacoteca do Estado de São Paulo entre 1998 e maio de 2013. Moura endossa que a exposição reforça o debate contemporâneo sobre a diversidade étnica e cultural do Brasil como um patrimônio imaterial, desconstruindo visões errôneas e estereotipadas, tão recorrentes, sobre a realidade afro-brasileira.

Quando: De 19 de dezembro 2013 a 22 de fevereiro de 2014, de segunda à sexta-feira, das 10h às 18h e sábados das 8h às 12h
Onde: Centro Cultural Correios - Pelourinho
Quanto: Gratuito

Escritora Angel Marie Marques lança livro na Biblioteca

Clique para ampliar
Quando: Dia 20 de dezembro de 2013 (sexta-feira), às 18h30
Onde: Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Quanto: Gratuito
Saiba mais: http://migre.me/h4QHC

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Recital com poesias de Castro Alves acontece na Biblioteca

Clique para ampliar
O poeta Marcos Peralta apresentará um recital poético na Biblioteca Pública do Estado da Bahia nesta quinta-feira (19). Peralta interpretará poesias de Castro Alves, o representante mais expressivo do Condoreirismo, que marca a terceira fase do Romantismo brasileiro. O evento acontecerá no Quadrilátero da Instituição, às 18h30, com entrada gratuita.

Quando: Dia 19 de dezembro de 2013 (quinta-feira), às 18h30
Onde: Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Quanto: Gratuito

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Dica Cultural: Orquestra de Violões da UFBA faz concerto no Centro Cultural da Câmara

Clique para ampliar
A Orquestra de Violões da UFBA realizará um concerto no Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador. O evento acontecerá no dia 19 de dezembro (quinta-feira), às 18h, com entrada gratuita.

Formada por professores e alunos da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, a Orquestra de Violões da UFBA é coordenada pelos professores Ricardo Camponogara de Mello e Robson Barreto. Destaca-se pela excelência dos seus integrantes e pela escolha do repertório, cujas características são o alto nível técnico-interpretativo e a importância histórica das obras e compositores. 

A apresentação é fruto de uma articulação do Centro Cultural com a Escola de Música da UFBA, cujo objetivo é estabelecer uma parceria mais sistemática para o ano de 2014, com a realização de apresentações e atividades afins da Escola de Música no Centro Cultural.

Para este concerto serão apresentadas cinco obras escritas por alunos do Curso de Composição (professores: Guilherme Bertissolo e Wellington Gomes) e Instrumento. Tais obras serão regidas por alunos do Curso de Regência da EMUS-UFBA (prof. José Maurício Brandão). Além destas, serão executadas Samba Clássico – canto e orquestra – de H.Villa-Lobos, com transcrição e regência de Sergio Deslandes (professor da UFPE e doutorando da UFBA); e Concerto para dois violões, oboé e orquestra de cordas, que será regida pelo professor José Maurício Brandão (UFBA).

Integrantes da Orquestra de Violões da UFBA:

Robson Barreto, Igor Vasconcelos, Jamison Sampaio, Afonso Celso, Lierbeth Rocha, Diego Esteves, Marcos Gomes, João Almy, André Almeida, Ricardo Aroxa, Adriano Oliveira, Felipe Rebouças, Orion de Carvalho, Tomaz  Mota, Cristina Tourinho, José Rodrigues, Elias Lins.

Quando: 19 de dezembro (quinta-feira), às 18h
Onde: Centro Cultural Vereador Manuel Querino - Câmara Municipal de Salvador
Quanto: Gratuito
Informações: (71) 3320-0412/0161

Garanta seu ingresso para o concerto de Natal da OSBA!

Divulgação | Foto: Adenor Gondim
Em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), a Biblioteca presenteia seus frequentadores com pré-convites para o concerto Natal do Amor, da Série Jorge Amado. A apresentação acontecerá na Sala Principal do Teatro Castro Alves, no dia 22 de dezembro de 2013, às 17h, e os ingressos custam R$20 (inteira). Os pré-convites, no entanto, são gratuitos e dão direito a um par de ingressos cada, que devem ser trocados antecipadamente na bilheteria do teatro.

Os pré-convites são limitados e os interessados podem solicitá-los pelo telefone (71) 3117-6079 ou pelo e-mail viva.bpeb@gmail.com, mas é necessário retirá-los no Viva - Núcleo de Produção Cultural (3º andar), na sede da Biblioteca, situada na rua General Labatut, n°27, Barris, de segunda a sexta, de 9h às 12h e de 14h às 18h. A entrega será feita até o dia 20/12 (sexta-feira).

Natal do Amor - O espetáculo terá regência do maestro Carlos Prazeres, curador artístico da OSBA, e a participação especial do violonista costarriquenho Mario Ulloa como solista convidado. O programa destaca peças de três compositores russos: Mikhail Glinka (1804-1857), Russian e Ludmila; Sergei Prokofiev (1891-1953), Romeu e Julieta - “Love Dance” e P. I. Tchaikovsky (1840-1893), também intitulada Romeu e Julieta; do espanhol Joaquín Rodrigo (1901-1999), o famoso Concerto de Aranjuez; do francês Gabriel Fauré (1845-1924), Pelléas et Mélisande; e do compositor alemão Richard Wagner (1813-1883), Tristan und Isolde  (Tristão e Isolda). A OSBA é mantida pela Secretaria de Cultura do Estado (SECULT-BA) por meio da FUNCEB e do TCA.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

"Cine Braille" segue em cartaz nas sextas de dezembro

Clique para ampliar
O filme Central do Brasil, do diretor Walter Salles, é a atração de dezembro no "Cine Braille" da Biblioteca.  Contando com o recurso de audiodescrição, o longa é acessível às pessoas com deficiência visual e será exibido nos dias 20 e 27 de dezembro no Setor Braille, às 15h, com entrada gratuita.

Sinopse
Dora (Fernanda Montenegro) é uma mulher que trabalha na estação Central do Brasil escrevendo cartas para pessoas analfabetas. Uma de suas clientes, Ana (Soia Lira) aparece com o filho Josué (Vinícius de Oliveira) pedindo que escrevesse uma carta para o seu marido dizendo que Josué quer visitá-lo um dia. Saindo da estação, Ana morre atropelada por um ônibus e Josué, de apenas 9 anos e sem ter para onde ir, se vê forçado a morar na estação. Com pena do garoto, Dora decide ajudá-lo e levá-lo até seu pai que mora no sertão nordestino. No meio desta viagem pelo Brasil eles encontram obstáculos e descobertas enquanto o filme revela como é a vida de pessoas que migram pelo país na tentativa de conseguir melhor qualidade de vida ou poder rever seus parentes deixados para trás.

Quando: Dias 20 e 27 de dezembro de 2013,  às 15h
Onde: Setor Braille (térreo)
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: MAM-BA apresenta exposição “É tropical, inclusive”

Divulgação. | Foto: Ana Clara Araújo
No mês de dezembro, quando o verão finalmente chega à Bahia, o Museu de Arte Moderna escolhe apresentar as obras de seu acervo sob uma perspectiva climática, com a exposição É tropical, inclusive. A mostra faz parte do programa A Sala do Diretor e será aberta no dia 19 de dezembro, às 19h. A visitação segue até 18 de março, de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h.

O trópico é apenas uma linha, mas o signo da tropicalidade continua como um inesgotável mistério a ser explorado. Por isso, o MAM-BA escolheu visitar o seu acervo, guiado por uma leitura alternativa da relação entre o nosso clima e o nosso jeito – a Tropicologia. O termo nasce de uma observação do antropólogo pernambucano Gilberto Freyre, sobre a necessidade de criação de um campo de pesquisa dedicado a estudar a influência do clima tropical em nossa forma de viver.

É tropical, inclusive tem seu título emprestado do ensaio "Nordeste" – publicado pelo antropólogo nos anos 1930 – e ocupa todo o casarão do MAM-BA com 25 obras de diferentes artistas, atuantes em um período da produção brasileira que começa na década de 1920 e vai até o início do século 21.

Com trabalhos dos baianos Juraci Dórea e Juarez Paraíso – idealizador das duas primeiras edições da Bienal da Bahia, em 1966 e 1968 – a mostra apresenta também obras de Tomie Ohtake, Tarsila do Amaral e Burle Marx. A experiência proposta pela exposição também marca a abertura do primeiro andar do Casarão – principal espaço expositivo do museu – após a primeira fase da reforma. Revertido em seu aspecto rústico original para o início do processo de requalificação, o espaço será reaberto com uma aparência semelhante à de 50 anos atrás, quando o MAM-BA foi implantado no Solar do Unhão, sob a direção da arquiteta italiana Lina Bo Bardi.

Também estão presentes na exposição trabalhos de Mestre Didi e Rubem Valentim, que se relacionam com produções de J. Cunha – conhecido também pelo trabalho visual que desenvolve com o bloco Ilê Aiyê –, além do artista paranaense Lênio Braga, que apresenta uma obra produzida durante a 2ª Bienal da Bahia, em 1968, e de Flávio de Carvalho, um dos grandes nomes da geração modernista brasileira.

Para o diretor do MAM-BA e idealizador da mostra, Marcelo Rezende, o desafio está em enxergar as relações do acervo e pensar uma tropicologia da produção artística. “Mais do que representar uma iconografia ou determinadas escolhas estéticas, o resultado proposto também busca representar uma lógica, uma maneira de lidar, de absorver e jogar com a experiência tropical”.

Exposição É tropical, inclusive
Abertura: 19 de dezembro, às 19h
Visitação: Até 18 de março de 2014
Onde: Casarão do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA)
Quanto: Gratuito
Fonte: SecultBA

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Dica Cultural: Exposição “A Beleza do Subúrbio”

Divulgação
Depois de dois meses de oficinas, serão apresentadas no sábado, dia 14 de dezembro, das 15 às 18 horas, na Estação da Travessia Marítima de Plataforma, as fotografias dos alunos que participaram do projeto A Beleza do Subúrbio. Os jovens puderam aprender um pouco sobre  luz, perspectiva, cores, sequência, retratos, tradição, a história da fotografia , tudo no intuito de mostrar que eles poderiam se expressar e contar uma história a partir de suas imagens.

Todas as fotos foram tiradas por adolescentes do Subúrbio Ferroviário que participaram de um curso dedicado a conhecer o seu bairro sob uma nova perspectiva. Em busca da novidade, da beleza e do orgulho, os alunos se tornam os guias durante um passeio fotográfico pelo bairro.  O projeto buscou dar a esses jovens rodeados de violência e descrédito a possibilidade de observar o seu território com um olhar pautado pela estética, crítica e pertencimento a este lugar.

Essa proposta, como outras que posteriormente podem ser realizadas, revela uma capacidade de pensar a saúde de um modo preventivo, atuando com os elementos artísticos, estéticos e culturais como fatores que podem indicar proteção, apoio, suporte e ampliação de novos horizontes.

A tantos soteropolitanos que nunca foram ao subúrbio, andaram de trem ou viram a baía pelo lado de lá, está ai uma boa oportunidade de conhecer esse espaço que é da cidade e que acaba sendo marginalizado e marginalizando esse jovens que agora nos convidam para mostrar  o que seu lugar tem de bonito e encantador. O evento terá a participação de artistas do Subúrbio Ferroviário e comida típica.

Como chegar: Lanchas da Estação Marítima da Travessia da Ribeira (Em frente à Sorveteria da Ribeira). Custo: R$ 1,00 e R$ 0,50 (meia). Chegando na estação de Plataforma haverá sinalização para a exposição.

A Beleza do Subúrbio – Exposição de Fotografia dos adolescentes do Subúrbio Ferroviário
Convidados: Artistas do Subúrbio (Ray Bahia, Zaca Oliveira, Perinho Santana, Nalva, César Lima)
Onde: Antiga fábrica da estação da travessia marítima de Plataforma
Quando: Sábado, 14 de dezembro de 2013, das 15h às 18h
Fonte: SecultBA

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Café Científico Salvador acontece nesta sexta-feira

Clique para ampliar
A última edição de 2013 do Café Científico Salvador será realizada nesta sexta-feira (13), na Sala Katia Mattoso da Biblioteca Pública do Estado da Bahia. O evento terá como palestrante a professora doutora Maria Rosário Gonçalves de Carvalho da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH-UFBA) e acontecerá às 18h, com entrada gratuita.

Nesta edição, a palestrante convidada abordará a vida, no passado e hoje, dos povos Tupimanbás, o primeiro povo indígena que os portugueses encontraram no Brasil. Carvalho versará sobre as relações domésticas dos Tupinambás, o ideal masculino guerreiro; à posição social das mulheres; o fundamento gerontocrático do sistema sociocultural; os movimentos migratórios; os rituais, entre outros aspectos.

Coordenado pelo professor Charbel Niño El-Hani, o Café Científico possui três ramos. O Café Científico UFBA é trimestral e traz pesquisadores renomados em sua área para falar com o público universitário e a sociedade sobre temas relevantes na atualidade que demandam uma compreensão e um conhecimento científico. O Café Científico Salvador possui uma periodicidade mensal e acontece sempre no Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, trazendo pesquisadores de universidades e centros de pesquisa do estado da Bahia para falar para o público em geral, principal foco do evento, ainda que possua também participação do público acadêmico. Finalmente, o Café Científico Acta consiste numa série especial de cafés que ocorre durante a Semana de Arte, Cultura, Ciência e Tecnologia (ACTA) da UFBA, com pesquisadores da própria universidade, focando no público acadêmico.

Quando: Dia 13 de dezembro de 2013 (sexta-feira), às 18h
Onde: Sala Katia Mattoso - Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Quanto: Gratuito

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Dica Cultural: Banda Didá comemora 20 anos com show gratuito no Pelourinho

Clique para ampliar

Dica Cultural: Projeto reúne trabalho de artistas de Salvador, Recife e Brasília

Obra faz parte de exposição itnerante
O projeto Triangulações – Circuito das Artes 2013 chega a Salvador encerrando a etapa de itinerância que reúne artistas visuais de três capitais: Brasília, Recife e Salvador. A partir de 12 de dezembro a Paulo Darzé Galeria de Arte e o Museu Carlos Costa Pinto abrigam obras de 49 criadores das três cidades, de diferentes gerações e linguagens, fechando um recorte da atual produção brasileira. A mostra prossegue até 6 de janeiro.

De caráter inédito o Triangulações nasceu para ampliar o Circuito das Artes, iniciativa que, desde 2006, envolve artistas e espaços expositivos de Salvador estimulando a discussão, produção artística e aquisição de obras de arte. Este ano, 20 dos 60 criadores baianos que participaram no Circuito das Artes em julho foram selecionados para terem seus trabalhos expostos junto a obras de artistas de Brasília e Recife, respectivamente em outubro e novembro.

Agora o triângulo se fecha e, na volta ao ponto de origem, os baianos apresentam novos trabalhos. Entre os nomes, Eckenberger, Juarez Paraiso, Anderson AC, Ayrson Heráclito, Maria Adair, David Glat, Gaio, Aristides Alves e Vauluízo Bezerra. Com eles, através da mostra, a oportunidade de apreciar obras de reconhecidos artistas brasileiros que estão fora do eixo Rio-São Paulo.

Eixos e fronteiras
A montagem da mostra foi estruturada a partir de cinco eixos curatoriais que promovem diálogos e confrontos possíveis na apreciação das obras. São eles: Intimo eu; Sagrados & profanos; (A)caso (re)corrente; Topografias inefáveis; e Anti-fábulas. “Embora toda delimitação seja restrita, esta exposição permite visualizar um cenário muito rico das produções locais”, traça a curadora geral Alejandra Muñoz.

A curadoria do Triangulações é compartilhada com Eneida Sanches, coordenadora geral do Circuito das Artes, e Marília Panitz, um dos grandes nomes de pesquisa e curadoria em artes visuais no Brasil. No dia 12, antes da abertura da mostra, as três participam de uma mesa-redonda sobre o tema, realizada no Museu Carlos Costa Pinto, às 16 horas.

O Circuito das Artes foi contemplado pelo Edital de Eventos Culturais Calendarizados 2013, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, com recursos financeiros provenientes do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA) assegurados até 2015.

Quando: De 12 de dezembro de 2013 a 6 de janeiro de 2014
Onde: Museu Carlos Costa Pinto e Galeria Paulo Darzé
Quanto: Gratuito

Biblioteca não funciona nesta quarta-feira

Clique para ampliar

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

"Dica de Leitura" de hoje homenageia aniversário de Clarice Lispector

Clique para ampliar
A Literatura celebra, nesta terça-feira (10), o nascimento da escritora Clarice Lispector. Ícone da terceira fase do modernismo brasileiro, Clarice, que completaria hoje 93 anos, nasceu na Ucrânia e veio morar no Brasil ainda bebê, aos dois meses. Morreu no Rio de Janeiro, em 1977, deixando um legado inestimável para a Literatura Brasileira.

Com uma produção voltada à introspecção e ao existencialismo, a escritora é autora de 34 livros e já teve obras adaptadas para o cinema, como “A Hora da Estrela” (1985), de Suzana Amaral, e até um filme dedicado a ela, o documentário ficcional “De Corpo Inteiro” (2009), dirigido por sua sobrinha-neta, Nicole Algranti. Além de escritora, Clarice também foi jornalista, tendo atuado como colunista nos jornais Correio da Manhã, Diário da Noite e Jornal do Brasil.

A Dica de Leitura da Biblioteca homenageia esta escritora com a indicação de livros que podem ser encontrados no Setor de Empréstimos, que funciona de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h, e aos sábados, das 08h30 às 12h. Confira:

Água Viva – O livro é escrito em forma de monólogo. A personagem principal é uma solitária pintora que se lança em reflexões sobre o tempo, a vida e a morte, os sonhos e visões, as flores, os estados da alma, a coragem e o medo e, principalmente, a arte da criação, do saber usar as palavras num jogo de sons e silêncios que se combinam.

A Paixão Segundo G.H. – Esta obra conta o pensar e o sentir de G.H., a protagonista-narradora que despede a empregada doméstica e decide fazer uma limpeza geral no quarto de serviço, que ela supõe imundo e repleto de inutilidades. Após recuperar-se da frustração de ter encontrado um quarto limpo e arrumado, G.H. depara-se com uma barata na porta do armário. Depois do susto, ela esmaga o inseto e decide provar seu interior branco.

A Via Crucis do Corpo – O livro é composto por 13 contos sendo o assunto, segundo a própria autor, uma fresta no cárcere social que mantém a mulher supostamente distante de seus desejos, fardos e fantasias. Entre os temas que aborda, estão os delírios da alma marcada pelas experiências da velhice, da morte, do desejo carnal e dos momentos de fracasso.

Dica Cultural: Mostra de curtas homenageia Vinícius de Moraes na Walter da Silveira

Clique para ampliar
A Sala Walter da Silveira recebe, no dia 18 de dezembro, às 20h, a exibição dos curtas-metragens produzidos pelos alunos do curso de Produção Audiovisual da Unijorge, inspirados na obra "Os Afro Sambas", de Vinícius de Moraes e Baden Powell, um clássico da música brasileira, de 1966. 

Os curtas, que fazem parte de um projeto de conclusão do curso, têm  o objetivo de exercitar a adaptação cinematográfica e permitem uma aproximação de obras oriundas de outros campos artísticos, como a música e a literatura, complementando e ampliando a formação do aluno. Já foram adaptados autores como Jorge Amado e Clarice Lispector. A escolha de Vinícius, entre outras razões, é celebrar seu centenário de nascimento  em 2013 e fazer uma homenagem ao Poetinha e sua obra.

Quando: Dia 18 de dezembro de 2013 (quarta-feira), às 20h
Onde:  Sala Walter da Silveira - Prédio da Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Quanto: Gratuito

sábado, 7 de dezembro de 2013

Marcia Short encerra Bienal de Jovens Criadores

Foto: Divulgação
O encerramento da VI Bienal de Jovens Criadores da CPLP, que tem como tema Política de Juventude e Cultura Livre, acontece no dia 07/12 (sábado) no Pelourinho. O evento possibilitou uma rica troca de experiências e vivências nas mais diversas áreas da cultura. Esta foi a primeira vez que o Brasil sediou a Bienal, que visa consolidar esse espaço como um fórum de diálogo, incentivando, apoiando e promovendo a criatividade, inovação e empreendedorismo da juventude lusófona.

Para o encerramento, no sábado, está previsto um grande Cortejo, a partir das 20h, com show de Marcia Short, a partir das 22h, no Terreiro de Jesus.

Marcia Short está comemorando 25 anos de carreira, tem uma trajetória musical reconhecida e aplaudida por onde passa.  Voz  potente, versátil, dona de uma rouquidão inconfundível, Marcia Short alcança graves e agudos com a mesma facilidade e entoa do samba-reggae ao MPB ou axé.  Mas, foi o samba-reggae, a batida dos tambores africanos que a elevaram ao patamar de uma das mais belas vozes femininas da música baiana, nesses 25 anos de Axé Music, conquistou públicos no Brasil e no mundo.

O quê: Encerramento da Bienal de Jovens Criadores com show de Marcia Short
Quando: dia 07 de dezembro, a partir das 22h
Onde: Terreiro de Jesus - Pelourinho
Quanto: Gratuito

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Dica Cultural: Exposição sobre acessibilidade entra em cartaz no Solar Ferrão

Clique para ampliar
A exposição “Para Todos – O Movimento das Pessoas com Deficiência no Brasil” permanecerá até 12 de janeiro de 2014, na Galeria Solar Ferrão (Pelourinho), mostrando, de forma educativa, como as pessoas com deficiência se organizaram e saíram do anonimato ao qual foram relegadas por séculos.

Concebida a partir do desenho universal e com todos os recursos de acessibilidade, a exposição “Para Todos” permite a todas as pessoas, sem exceção, o acesso às informações. A partir de vários recursos multimídia – vídeos, áudio-guia, texturas e brinquedos acessíveis – os visitantes fazem um passeio pela história da discriminação sofrida e da luta das pessoas com deficiência para terem seus direitos humanos garantidos. O público vai ter a oportunidade de conhecer a forma como essas pessoas reivindicaram espaço e deslocaram, a luta pelos seus direitos, do campo da assistência social para o campo dos Direitos Humanos.

O espaço, o conteúdo, a ação educativa e a informação da mostra estão ao alcance de todos os indivíduos, são perceptíveis a todas as formas de comunicação, permitindo a autonomia dos visitantes. Assim, o conteúdo pode ser usufruído independente da condição física, sensorial, intelectual ou capacidade de comunicação dos visitantes por meio de placas e catálogo em braile, recurso de áudio guia e áudio-descrição, piso tátil e informações em Libras (vídeo).

A exposição itinerante já esteve em Porto Alegre, Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro, Campo Grande, Belém, Recife, Brasília, Curitiba, Goiânia e Teresina. Depois da etapa em Salvador, segue para Vitória. Em todas estas edições foram realizadas parcerias locais que, além de promover o estreitamento das relações entre as instituições provocou um movimento em torno do tema e consequentemente um grande impacto e repercussão.

“Para Todos” é uma realização da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da SDH/PR e OEI – Organização dos Estados Ibero Americanos, com apoio da Caixa Econômica Federal. Na etapa Salvador, tem o apoio da Secretaria da Justiça Cidadania e Direitos Humanos do Estado da Bahia – Superintendência dos Direitos da Pessoa com Deficiência e parceria com a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, através da DIMUS (Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural).

Quando: Até 12 de janeiro de 2014, de terça a sexta, de 12h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h
Onde: Solar Ferrão - Pelourinho
Quanto: Gratuito
Informações: (71) 3116- 6743

Dica de Leitura: Mandela - Retrato Autorizado

Clique para ampliar
A Dica de Leitura de hoje é uma homenagem a Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul que morreu na tarde de ontem. Ícone da luta pela igualdade racial e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Madiba, como era conhecido em seu país, foi um dos principais responsáveis pelo fim do apartheid, regime racista que durou 44 anos.

Os interessados em saber mais sobre a história do líder sul-africano podem consultar o livro Mandela - Retrato Autorizado, disponível no Setor de Pesquisa e Referência da Biblioteca. Dividida em três partes, a obra é um registro da vida de Mandela e convida o leitor a viajar por momentos marcantes na história da África do Sul. Aberto ao público, Setor de Pesquisa e Referência funciona de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h, e aos sábados, das 08h30 às 12h.

Mandela - Retrato Autorizado
Em "Mandela - Retrato Autorizado", a narrativa de seu percurso épico para a liberdade é acompanhada da mais completa coleção de imagens jamais reunidas e por mais de sessenta entrevistas especialmente concedidas. Líderes mundiais, amigos e parceiros contribuíram com suas histórias pessoais para construir um irresistível retrato desse homem inspirador.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Dica de Leitura: Audiolivros "Macunaíma" e "Estação Carandiru"

Capa de "Estação Carandiru"
A Dica de Leitura de hoje é para os deficientes visuais. Os audiolivros "Macunaíma", de Mario de Andrade, e "Estação Carandiru", de Drauzio Varella, são os destaques do dia e podem ser encontrados no Setor Braille, que funciona de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h.

Os audiolivros são obras diferenciadas, onde as histórias são contadas através da voz. Além dos livros doados, o Setor Braille, que tem cabines especiais para a audição dos livros, conta com um acervo variado de audiolivros, filmes, livros e revistas em braille.

Macunaíma
Macunaíma é um romance de 1928 do escritor brasileiro Mário de Andrade, considerado um dos grandes romances modernistas do Brasil. A personagem-título, um herói sem nenhum caráter (anti-herói), é um índio que representa o povo brasileiro, mostrando a atração pela cidade grande de São Paulo e pela máquina. A frase característica da personagem é "Ai, que preguiça!". Como na língua indígena o som "aique" significa "preguiça", Macunaíma seria duplamente preguiçoso. A parte inicial da obra assim o caracteriza: "No fundo do mato-virgem nasceu Macunaíma, herói de nossa gente. Era preto retinto e filho do medo da noite."

Estação Carandiru
No best-seller, o autor conta sua experiência como médico voluntário, a partir de 1989, na Casa de Detenção de São Paulo, onde realiza atendimento em saúde, especialmente na prevenção da AIDS. Conta o que ouviu dos presos ou o que presenciou e termina com um relato do massacre de 1992, quando foram assassinados cento e onze detentos no "Pavilhão 9". O autor registra que, segundo os presos, foram mais de "...250 mortos, contados os que saíram feridos e nunca retornaram". Editado pela Companhia das Letras, o livro é considerado um dos maiores fenômenos editoriais brasileiros, com mais de 460 mil exemplares vendidos e Prêmio Jabuti 2000 de Livro do Ano de Não-Ficção. Foi adaptado para o cinema com o filme Carandiru.

Dica Cultural: Instituto Cervantes promove Mostra de Animação Espanhola

Clique para ampliar

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Setor Braille exibe filme "Central do Brasil" com audiodescrição

Cena do filme "Central do Brasil"
O Setor Braille da Biblioteca Pública do Estado da Bahia exibe, nas sextas-feiras de dezembro, às 15h, o filme Central do Brasil, do diretor Walter Salles. Contando com o recurso de audiodescrição, a exibição é acessível às pessoas com deficiência visual e tem entrada gratuita.

Sinopse
Dora (Fernanda Montenegro) é uma mulher que trabalha na estação Central do Brasil escrevendo cartas para pessoas analfabetas. Uma de suas clientes, Ana (Soia Lira) aparece com o filho Josué (Vinícius de Oliveira) pedindo que escrevesse uma carta para o seu marido dizendo que Josué quer visitá-lo um dia. Saindo da estação, Ana morre atropelada por um ônibus e Josué, de apenas 9 anos e sem ter para onde ir, se vê forçado a morar na estação. Com pena do garoto, Dora decide ajudá-lo e levá-lo até seu pai que mora no sertão nordestino. No meio desta viagem pelo Brasil eles encontram obstáculos e descobertas enquanto o filme revela como é a vida de pessoas que migram pelo país na tentativa de conseguir melhor qualidade de vida ou poder rever seus parentes deixados para trás.

Quando: Sextas-feiras de dezembro (06, 13, 20 e 27),  às 15h
Onde:
Setor Braille (térreo)
Quanto:
Gratuito

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Setor de Pesquisa e Referência realiza mostra sobre Direitos Humanos

Clique para ampliar
A Subgerência de Informação e Atendimento ao Público da Biblioteca realiza em dezembro uma mostra do seu acervo em celebração ao Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos (10). Até o dia 31 deste mês, o público poderá conferir gratuitamente a exposição no Setor de Pesquisa e Referência (térreo), de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h, e aos sábados, de 08h30 às 12h.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 10 de dezembro de 1948. O documento foi esboçado principalmente pelo canadense  John Peters Humphrey, que teve colaboração de pessoas de todo o mundo.

Quando: De 02 a 31 de dezembro de 2013, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h, e aos sábados, de 08h30 às 12h
Onde: Setor de Pesquisa e Referência da Biblioteca - térreo
Quanto: Gratuito

SecultBA divulga período de inscrições para editais do Fundo de Cultura 2014

Clique para ampliar
Entre os dias 03 de dezembro e 21 de janeiro de 2014, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) recebe inscrições para os 20 Editais Setoriais e Demanda Espontânea do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). Em 2014, ao todo serão investidos R$  41 milhões no FCBA repartidos entre Editais Setoriais, Mobilidade Artística e Cultural, Eventos Calendarizados e Instituições Culturais. Em relação aos editais, há um acréscimo de 10% do recurso em relação à última seleção, realizada entre dezembro de 2012 e janeiro deste ano.

Com a ampliação dos recursos, a SecultBa espera contemplar uma quantidade maior de projetos. “A expectativa é conseguir apoiar 400 projetos, mas tudo vai depender do volume e da qualidade do material recebido”, afirma o secretário de cultura Albino Rubim. Além disso, “abrir os editais agora é um esforço que a Secretaria  faz para  garantir estes recursos para todos os setores da comunidade cultural, mantendo a periodicidade das chamadas públicas, além do respeito e do diálogo com todas as áreas", completa Rubim.

Serão selecionados projetos culturais de diferentes áreas e segmentos, que podem ser inscritos nos editais de Audiovisual, Artes Visuais, Circo, Culturas Digitais, Culturas Populares, Culturas Identitárias, Dança, Economia Criativa, Formação e Qualificação em Cultura, Literatura, Museus, Música, Projetos Estratégicos em Cultura, Patrimônio Cultural, Arquitetura e Urbanismo Publicação de Livros por Editoras Baianas, Teatro, Territórios Culturais, Restauro e Digitalização de Arquivos Dinamização de Espaços Culturais, além de um novo edital – Apoio a Grupos e Coletivos Culturais – e, finalmente, a seleção de Demanda Espontânea, que tem como objetivo apoiar projetos que não se enquadrem em nenhum dos editais anteriores. Para estes editais estão disponíveis R$ 30,66 milhões. Complementam os investimentos o apoio a Ações Continuadas de Instituições Culturais (R$ 6,27 milhões), Eventos Calendarizados (R$ 3,3 milhões) e Mobilidade Artístico Cultural (R$ 700 mil).

Podem participar, encaminhando propostas, pessoa física maior de 18 anos e pessoa jurídica que atue no exercício de atividades culturais, residentes na Bahia há pelo menos três anos. As portarias dos editais e todos os documentos que orientam o processo de inscrição estarão disponíveis no site www.cultura.ba.gov.br na data de sua publicação do Diário Oficial. Até lá, mais informações sobre os objetos de apoio de cada edital, valores globais e por projetos, estarão disponíveis no site da SecultBA, junto com o Guia de Orientação. As propostas poderão ser enviadas pelos Correios e através do Sistema Clique Fomento – siic.cultura.ba.gov.br.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Dica Cultural: Grand Thèâtre Pão e Circo reestreia em Salvador

Divulgação | Foto: Rogério Cunha
Sucesso de público e de crítica, o espetáculo teatral Grand Thèâtre: Pão e Circo volta a cartaz, em Salvador, desta vez no Espaço Caixa Cultural Salvador, de 05 a 08 de dezembro, às 20h, com exceção da apresentação do domingo, programada para as 19h. Selecionada pelo Edital do Programa de Ocupação dos Espaços da Caixa Cultural, a peça vencedora do Prêmio Braskem de Teatro de Melhor Atriz (2007) já foi vista por mais de 10 mil pessoas, entre temporadas, turnês, festivais e especiais para TV. Com direção, atuação e roteiro de Carol Kahro, o monólogo permanece atual ao fazer uma sátira à espetacularização do cotidiano nos programas jornalísticos da televisão brasileira, que retrata, de forma chocante e catastrófica, a realidade social do país. O ingresso será trocado por um quilo de alimento não-perecível.

A equipe técnica permanece a mesma, mas o público poderá conferir mudanças tanto na direção artística do espetáculo quanto no figurino da personagem central, que passa a ganhar maior identidade com a estética anárquica do punk-rock. As cores quentes do figurino em contraste com as cores vibrantes das projeções de TV compõem o cenário da dramaturgia, que também valoriza o corpo performático da atriz – que explora as variadas nuances da voz e da mímica corporal dramática.

O monólogo traz Carol Kahro na personagem de característica grotesca e de personalidade anárquica, que interpreta diferentes personagens cr
iadas com base em eventos desencadeados a partir da leitura de uma notícia. Grand Thèâtre: Pão e Circo é uma sátira bufonesca que representa uma farsa – gênero dramático com tendência para o ridículo, caracterizado por situações caricatas.

“É uma personagem que ri das mazelas e representa traços de desejos e de alienação da sociedade do espetáculo”, afirma a atriz. Natural de Salvador e formada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, Carol, 35 anos, é contundente: “Estimular as pessoas a frequentar o teatro e outras manifestações artísticas é um desafio de todos”, comenta, fazendo um contraponto em relação à cultura de rápida apreensão, que não estimula o pensamento crítico.

Quando: De 05 a 08 de dezembro de 2013, quinta a sábado, às 20h, e domingo às 19h
Onde: Espaço Caixa Cultural Salvador. Av. Carlos Gomes, 57, Centro.
Quanto: 1kg de alimento não-perecível. A troca deverá ser feita no local e dia do espetáculo, a partir das 9h, até o esgotamento dos ingressos.
Fonte: SecultBa

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

AVISO: Biblioteca funcionará até às 19h

Clique para ampliar

Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa acontece em Salvador

Clique para ampliar
Faltam apenas cinco dias para a VI Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). A abertura oficial do evento será no dia 3 de dezembro, às 17h, no Teatro Castro Alves, em Salvador (BA). O encontro, que acontece até o dia 7, terá programação no prédio da Biblioteca Pública do Estado da Bahia e no Pelourinho e vai reunir jovens criadores de sete países que compõem o Bloco – Brasil, Angola, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Esta é a primeira vez que o Brasil sedia o evento, que visa consolidar esse espaço como um fórum de diálogo, incentivando, apoiando e promovendo a criatividade, inovação e empreendedorismo da juventude lusófona.

A abertura oficial será antecedida por uma Conferência de Ministros e Responsáveis de Juventude e Desportos da CPLP, que acontece também no dia 3 de dezembro, das 9h30 às 16h. O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, e a secretária nacional de Juventude, Severine Macedo, estarão presentes nesse encontro, que irá debater questões relativas à agenda de juventude e as políticas públicas para o segmento nos países que integram o Bloco.

Entendendo os jovens como agentes de direitos, a VI Bienal estimulará o fortalecimento e a interação das redes de juventude e de cultura, a fim de promover o exercício da emancipação, da participação e da mobilização. São essas premissas que levam o Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Juventude, da Secretaria-Geral da Presidência da República, a organizar o evento e valorizar o papel dos jovens criadores no processo de integração da CPLP. A Bienal, cujo tema é “Política de Juventude e Cultura Livre”,  conta com a parceria dos Ministérios da Cultura; Esporte;  Relações Exteriores e do Governo do Estado da Bahia.

Programação –  A partir da abertura do evento, no Teatro Castro Alves, com a presença dos Jovens Criadores da CPLP, o encontro terá uma ampla programação, com oficinas, seminários, exposições e agendas culturais. Os debates estarão concentrados no Complexo dos Barris e a programação cultural acontecerá, na sua grande maioria, nos espaços do Pelourinho. Para o encerramento, no dia 7/12, está previsto um grande Cortejo, a partir das 20h, com show de encerramento das 22h às 23h30.
A programação completa pode ser acessada clicando aqui.

Sobre a VI Bienal – A I Bienal de Jovens Criadores aconteceu em 1998, na cidade de Praia, em Cabo Verde. As cidades de Porto, em Portugal e Maputo, em Moçambique, sediaram, respectivamente, a II Bienal no ano de 2001 e a III Bienal, em 2006. Em 2009 foi realizada a I Mostra de Jovens Criadores em Lisboa, tendo como conceito fundamental “ser um espaço de encontro entre os jovens da CPLP, com base nas perspectivas culturais de cada uma, nas diversas formas de expressão”. A última Bienal aconteceu em Angola em 2011 e, após a edição brasileira, em 2013,  teremos as edições de Moçambique (2015); Portugal (2017) e Guiné-Bissau (2019).

A VI Bienal terá como uma de suas principais diretrizes a integração cultural entre as juventudes dos países participantes do evento. A partir da imensa diversidade de manifestações, identidades e visões de mundo presente na juventude brasileira e dos demais países, a VI Bienal pretende ser um espaço de debate, reflexão e expressão cultural. O encontro ainda pretende abordar as Políticas Públicas de Juventude no Brasil,  para que sejam compartilhadas com os participantes dos demais países.

O encontro receberá diversos segmentos artísticos, como bandas de música, grupos de dança, companhia de teatro, coletivos de artes visuais, exposição individual. Tendo em vista a necessidade de integração cada vez maior entre as juventudes da CPLP, o evento trará como uma de suas diretrizes, o debate em torno da cultura digital e o seu papel na consolidação da articulação entre os países do Bloco.

Quando: De 03 a 07 de dezembro de 2013
Onde: Teatro Castro Alves, Biblioteca Pública do Estado da Bahia, DIMAS, Espaço Xisto Bahia e Pelourinho
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Paulinho da Viola, Elza Soares e Riachão se apresentam em Salvador

Cantora Elza Soares é atração no Santo Antônio
O Dia Nacional do Samba, celebrado em 2 de dezembro, será comemorado com um Festival em Salvador. O evento será realizado entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro, no Santo Antônio Além do Carmo, no Centro Histórico, e reunirá importantes nomes do gênero, como Riachão, Elza Soares, Paulinho da Viola e Roberto Mendes. De acordo com secretário de Desenvolvimento, Cultura e Turismo de Salvador, Guilherme Bellintani, 16 atrações vão se apresentar em dois palcos montados no local nos três dias de festa. A entrada é gratuita. 

Quem abre o Festival, na sexta-feira (29), é o maestro Letieres Leite. O evento está marcado para começar a partir das 18h. No mesmo dia ainda se apresentam grupo Canto da Praça,  grupo Botequim, que levará os convidados Walmir Lima, Roque Ferreira, e Elza Soares.

No dia seguinte, a programação começa mais cedo, às 14h, com Narizinha, Canto da Praça e Samba Sovaco da Cobra. Entre as atrações do último dia do festival, o domingo (1º), está Paulinho da Viola. A festa no domingo começa a partir das 13h.

Programação

Sexta-feira (29) – a partir das 18h
Atrações: Maestro Letieres Leite; grupo Canto da Praça; grupo Botequim – Convidados: Walmir Lima e Roque Ferreira; Elza Soares.

Sábado (30) - a partir das 14h
Atrações: Narizinha, Canto da Praça e Samba Sovaco da Cobra; grupo Samba Candomblé de Angola; Roberto Mendes e Riachão; É o Tchan e Edil Pacheco.

Domingo (1º) – a partir das 13h
Atrações: Samba do Gia, Samba Chula de São Braz; Paulinho da Viola; Arrastão do Samba de Hoje a Oito.

Fonte: G1 Bahia.