• Neste mês de maio, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia está completando 204 anos! Confira a história dessa Instituição bicentenária!
  • Todas as segundas e quartas-feiras, a Biblioteca promove gratuitamente duas sessões de cinema, com o projeto "Filme na Biblioteca". Confira a programação!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Dica Cultural: Caixa Cultural promove show com Margareth Menezes e Roberto Mendes

Clique para ampliar
Margareth Menezes e Roberto Mendes cantam de 1º a 3 de agosto (sexta, sábado e domingo) na Caixa Cultural Salvador. O espetáculo Quem Vem Lá Sou Eu exalta a cultura do Recôncavo Baiano, com um repertório marcado por sambas de roda, chulas e xaréus. Além de músicas inéditas compostas por Roberto, a apresentação trará canções revisitadas do repertório dos dois artistas.

O quê: Show "Quem Vem Lá Sou Eu", com Margareth Menezes e Roberto Mendes
Quando: 01 de agosto, às 20h | 2 e 03 de agosto às 17h e 20h
Onde: Espaço Caixa Cultural Salvador - Rua Carlos Gomes, 57, Centro
Quanto: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Vendas a partir das 9h do dia do evento.

Biblioteca recebe a 3ª Bienal da Bahia com a instalação "Vazio"

Foto: Taiana Figueiredo
Como parte do Núcleo Arquivo e Ficção, da 3ª Bienal da Bahia, o Grupo de Trabalho de Bibliotecas abre à visitação, no dia 28 de julho, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, a instalação Vazio. A mostra faz parte do processo investigativo que o grupo está realizando na biblioteca, através de interferências nos espaços e usos. O coletivo tem uma formação transdisciplinar, confrontando olhares distintos entre os campos da  Arquitetura, Pedagogia, Dança e Artes Visuais.

Com a instalação, O GT propõe dar contornos à sensação que se sente ao visitar as bibliotecas públicas da Bahia. O “Vazio” cria recortes no espaço do foyer e reconfigura a experiência de entradas na biblioteca. 

Além da acomodação no foyer, o grupo vem realizando conversas com funcionários e frequentadores da biblioteca, afim de conhecer melhor a memória da instituição, seus espaços e seus fantasmas. As falas coletadas irão compor um conjunto ficcional, fragmentando em uma instalação sonora que ocupará 16 espaços da biblioteca, espalhando a oralidade entre os corredores de livros e estimulando o devir das pessoas pelo edifício, por lugares hoje restritos ou invisíveis.
Integram também o conjunto de interferências realizadas pela 3ª  Bienal da Bahia na Biblioteca Pública, as obras Conceitos e Silêncios, de Paulo Bruscky e a obra Códices, da série Oculto, de Omar Salomão e Daniel Castanheira.

O quê: Biblioteca recebe a 3ª Bienal da Bahia com a instalação "Vazio"
Quando: 28 de julho a 16 de agosto (segunda a sexta, de 8h30 às 21h | sábado, das 8h30 às 12h)
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Barris
Quanto: Gratuito
Mais informações: bienaldabahia2014.com.br

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Dica Cultural: Cabriola Cia de Teatro realiza apresentação gratuita da peça Cordel das Fábulas Fabulosas

Clique para ampliar
A Cabriola Cia de Teatro realiza apresentação gratuita da peça Cordel das Fábulas Fabulosas nos dias 02 e 09 de agosto, às 16h, no Largo Pedro Arcanjo. 

A peça, que tem direção de Heraldo Souza, traz elementos lúdicos e pedagógicos em histórias, protagonizadas por animais que possuem características humanas, que ilustram experiências e vivências próprias dos seres humanos. O texto segue a estrutura da literatura de cordel, e para contar as histórias, os atores Etiene Bouças e Heraldo Souza, utilizam técnicas de origami, máscaras, fantoche e danças folclóricas.

O quê: Cabriola Cia de Teatro realiza apresentação da peça Cordel das Fábulas Fabulosas
Quando: 02 e 09 de agosto, às 16h
Onde: Largo Pedro Arcanjo, Pelourinho
Quanto: Gratuito
Mais informações: (71) 8629-1129 | 9618-0555 | cabriola.secretaria@hotmail.com | Blog Cabriola

Dica Cultural: Cine-Teatro Solar Boa Vista realiza a 4ª virada cultural "Solar de Virote"

Banda Sertanília / Foto: Leo Monteiro | Divulgação
O Cine-Teatro Solar Boa Vista realiza a 4ª virada cultural Solar de Virote, com 30 horas de atividades culturais gratuitas integrando as comemorações de 30 anos do espaço cultural. 

A programação, que irá das 16h do dia 02 agosto às 21h do dia seguinte, inclui shows, intervenções, feira de artesanato, literatura, futebol e almoço musicado, que acontecem nos espaços internos e externos do Solar. A abertura será com a atividade "Aquecendo o Virote", das 16h às 19h, na área externa, abrigando intevenções urbanas com manobras do esporte le parkour, com a Comunidade Parkour Salvador, e o Projeto Intinerante Próxima Parada, com instalações interativas da pesquisadora da UFBA Cétila Itas, aquecendo o público para o primeiro show da noite. 

Em seguida, às 19h, o blues toma conta do espaço interno do Solar Boa Vista, com Álvaro Assmar e Mojo Blues Band. Já às 20h30, o grupo Vozes do Engenho dá o tom da festa, seguido pela banda Sertanília, às 21h, que mostra sua música inspirada na cultura popular brasileira. A comemoração continua com o Baile Crokant do Coletivo Crokant, às 22h30, e o show Copa e Cabana com Sambatrônica, a partir das 23h.

O cantor Dão, acompanhado pela Caravana Black, comanda o show Nobre Balanço, à 1h, e o som continua comLuiz Galvão e Nossos Baianos, às 3h. Após uma pausa para o Baba de Virote, às 4h30, seguido de café da manhã, leitura na Biblioteca Móvel, atividades corporais e os projetos Ruas de Lazer e Canteiros Coletivos, o Solar de Virote continua coma Orquestra Castro Alves (OCA), às 10h, que integra o Neojiba.

Às 11h, o Trio Taruá comanda almoço musicado, seguido pelo cortejo Pra Continuar Te Lembrando Badauê, às 13h. Entre 14h e 19h, o b.boy Ananias Break lidera a Liga Baiana de B.Boys e B.Girls na área externa, onde volta a acontecer o Projeto Itinerante Próxima Parada. O show da banda O Quadro, às 19h30, encerra o virote do Solar.

O quê: 4ª virada cultural "Solar de Virote"
Quando: 02 e 03 de agosto
Onde:  Cine-Teatro Solar Boa Vista
Quanto: Gratuito
Fonte: ibahia.com

terça-feira, 29 de julho de 2014

De Olho na Notícia: História em Movimento - Dois de Julho em Debate

Clique para ampliar
Para envolver o público jovem com a História da Bahia, no contexto do 2 de Julho, a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado realizará o ciclo de aulas História em Movimento: Dois de Julho em Debate, através do qual as bibliotecas públicas receberão, a partir do dia 16 de julho, estudantes da rede pública de ensino, que assistirão a palestras ministradas por historiadores, evidenciando as batalhas e a atuação dos heróis da independência.

A ação integra a programação do 2 de Julho da Fundação, iniciada no dia 30 de junho e irá até o dia:

- 30/7, às 14h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Itaparica), com o professor Milton Moura. Na ocasião, estarão expostos nas Bibliotecas, totens em tamanho real de personagens populares da independência, como Maria Felipa, o comandante “Periquitão”, a soldado Maria Quitéria, dentre outros. Com eles, os estudantes poderão tirar fotos e compartilhá-las a partir das redes sociais da Fundação Pedro Calmon.

O quê: Fundação Pedro Calmon promove aulas sobre o 2 de Julho nas Bibliotecas Públicas
Quando: 16 a 30 de julho
Onde: Bibliotecas Públicas e unidades do Colégio da Polícia Militar
Quanto: Gratuito
Fonte: fpc.ba.gov.br

Dica Cultural: Projeto Curta Cinema exibe o filme Uma História de Amor e Fúria

Clique para ampliar
O projeto Curta Cinema, do Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador, exibirá no próximo dia 30/07, às 15h e 18h, o filme Uma História de Amor e Fúria, do diretor e roteirista brasileiro Luiz Bolognesi.

O filme narra o amor entre Janaína e um guerreiro indígena que, ao morrer, assume a forma de um pássaro. Durante seis séculos, a história do casal sobrevive, atravessando quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o regime militar e uma perspectiva do futuro, em 2096, com uma possível guerra pela água. Em todos estes períodos, os dois lutam contra a opressão.

Destinado ao público jovem e adulto o filme, que traz Selton Mello e Camila Pitanga dublando os protagonistas, foi o ganhador do mais importante prêmio de animação mundial em 2013: melhor filme no Festival de Annecy, na França. 

Esta edição do projeto Curta Cinema é resultado de uma parceria do Centro Cultural com o Projeto Cine BR em Movimento, que disponibiliza filmes nacionais para exibição gratuita em diversos espaços e comunidades do país. O Cine BR é patrocinado pela Petrobras e organizado pela produtora audiovisual MPC&Associados. 

Após a primeira exibição do filme, no horário das 15h, haverá um bate-papo com o historiador, professor e diretor teatral Ricardo Carvalho, que abordará algumas temáticas tratadas na obra.

O quê:  Projeto Curta Cinema exibe o filme Uma História de Amor e Fúria
Quando: 30 de julho, quarta-feira, às 15h e às 18h
Onde: Centro Cultural Vereador Manuel Querino (Câmara Municipal de Salvador), Praça Municipal, s/n, subsolo da Prefeitura.
Quanto: Gratuito
Mais informações: 3320-0412 | cinemabremmovimento.com.br 

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Aton Fon Filho debaterá o Plebiscito Popular da Constituinte na Biblioteca Pública

Clique para ampliar
Nesta segunda-feira (28), às 17h, o curso Conversando com a sua História receberá o ex-integrante da Ação Libertadora Nacional (ALN), Aton Fon Filho, da Direção Nacional da Consulta Popular, para debater o tema Plebiscito Popular da Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. Iniciativa do Centro de Memória da Bahia, unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado, o curso acontece semanalmente na Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris) e, neste mês, tem como tema “Tensões e Distensões da República”. 

A palestra é aberta ao público e será transmitida pela Biblioteca Virtual 2 de Julho no endereço www.bv2dejulho.ba.gov.br

O quê: Curso Conversando com a sua História 12ª edição com Aton Fon Filho
Quando: 28 de julho, às 17h
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia - Sala Katia Mattoso (3º andar)
Quanto: Gratuito
Fonte: fpc.ba.gov.br

De Olho na Notícia: História em Movimento - Dois de Julho em Debate

Clique para ampliar
Para envolver o público jovem com a História da Bahia, no contexto do 2 de Julho, a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado realizará o ciclo de aulas História em Movimento: Dois de Julho em Debate, através do qual as bibliotecas públicas receberão, a partir do dia 16 de julho, estudantes da rede pública de ensino, que assistirão a palestras ministradas por historiadores, evidenciando as batalhas e a atuação dos heróis da independência.

A ação integra a programação do 2 de Julho da Fundação, iniciada no dia 30 de junho e acontecerá nos dias:

- 29/07, às 15h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Rio Vermelho), com o historiador Sergio Guerra.

- 30/7, às 14h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Itaparica), com o professor Milton Moura. Na ocasião, estarão expostos nas Bibliotecas, totens em tamanho real de personagens populares da independência, como Maria Felipa, o comandante “Periquitão”, a soldado Maria Quitéria, dentre outros. Com eles, os estudantes poderão tirar fotos e compartilhá-las a partir das redes sociais da Fundação Pedro Calmon.

O quê: Fundação Pedro Calmon promove aulas sobre o 2 de Julho nas Bibliotecas Públicas
Quando: 16 a 30 de julho
Onde: Bibliotecas Públicas e unidades do Colégio da Polícia Militar
Quanto: Gratuito
Fonte: fpc.ba.gov.br

De Olho na Notícia: Inscrições abertas para a 3ª edição do Curso Ensino de História da Bahia

Imagem Ilustração
A Fundação Pedro Calmon/SecultBa, através do Centro de Memória da Bahia, em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia promovem a 3ª Edição do Curso Ensino de História da Bahia, que traz novos temas para debate com o intuito de capacitar docentes da área de história da educação básica e estudantes de história a ensinar e debater questões e problemas ligados à história da Bahia. As inscrições encontram-se abertas e a atividade ocorrerá entre 5 de agosto e 16 de dezembro, todas as terças-feiras, das 14h30 às 16h30, na Sala Katia Mattoso - auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia. 

Confira a Programação: 

1.Imagens e fotografias na história
Professora: Ligia Conceição (UNEB)
Datas: 05/08, 12/08, 19/08, 26/08

2.Comércio na Bahia colonial
Professor: Cândido Domingues (UNEB)
Datas: 02/09, 09/09, 16/09, 23/09

3.História do corpo e dos esportes
Professor: Djalma Melo (UEFS)
Datas: 30/09, 07/10, 14/10, 21/10

4.Ensino de História
Datas: 28/10, 04/11, 11/11, 18/11

5.Ditadura, Sociedade e construção de Memórias: temas e abordagens
Professor: Lucas Porto Torres (UFBa)
Datas: 25/11, 02/12, 9/12, 16/12

* Será necessário apresentar comprovante de vinculação acadêmica e/ou de ensino.
* Os certificados de 80 horas serão emitidos para os cursistas que confirmarem 75% de presença em todo o curso. Para os cursistas que optarem por realizar parte dos módulos, será emitido certificado de 16 horas para aqueles que tiverem 75% de presença registrada por módulo.

Para inscrições, os interessados devem encaminhar solicitação com nome completo, e-mail, telefone, profissão e instituição que possui vínculo para cmb.fpc@fpc.ba.gov.br

Biblioteca promove oficina infantil com pintura livre

Clique para ampliar

O quê: Oficina Infantil "No Mundo das Cores"
Quando: 30 de julho, quarta-feira, às 15h
Onde: Setor infantil da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, térreo
Quanto: Gratuito

sábado, 26 de julho de 2014

Feliz Dia dos Avós!

Clique para ampliar

Dica Cultural: Ultimo fim de semana do Projeto Conexão Barroquinha

Clique para ampliar
A companhia de dança Balé Jovem de Salvador (BJS) apresenta o último fim de semana do projeto Conexão Barroquinha, no Espaço Cultural Barroquinha, nos dias 26 de julho, às 19h. e 27 de julho, às 18h.

No programa, 11 bailarinos sobem ao palco com as coreografias Leito 201, Na Bahia, e as inéditas S.O.T.E.R, TAK, e Lia!. O trabalho tem direção do coreógrafo e fundador da companhia, Matias Santiago, e contará com a participação do grupo convidado Mockba Cia de Dança, que apresentará o espetáculo Traços de Lina nos dias 26 e 27. 

O BJS é uma companhia de dança criada em 2007 pelo bailarino e coreógrafo Matias Santiago,  com foco na formação profissional do bailarino e composição de seu portfólio artístico, preparando jovens bailarinos para ingressar no mercado profissional de dança, em grandes companhias brasileiras e estrangeiras, grupos locais e coletivos artísticos.

O quê:  Último fim de semana do projeto Conexão Barroquinha 
Quando: 26 de julho (sábado), às 19h. e 27 de julho (domingo), às 18h.
Onde: Espaço Cultural Barroquinha
Quanto: R$10,00 (inteira) / R$5,00 (meia)
Mais informações: facebook.com/balejovemdesalvador

2 de Julho no imaginário popular: Tambor Soledade

Clique para ampliar

sexta-feira, 25 de julho de 2014

25 de Julho: Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha

Clique para ampliar

Jardilina de Santana Oliveira foi uma escritora engajada na luta pelos direitos das mulheres e dos idosos, contra todas as formas de violência e discriminação. Nascida em 11/09/1926, em São Sebastião do Passé, Jardilina participou de diversas atividades literárias realizadas pela Fundação Pedro Calmon, inclusive na Bienal do Livro de 2009.

25 de Julho: Dia do Escritor


Clique para ampliar

"O segredo da verdade é o seguinte: não existem fatos, só existem histórias" (João Ubaldo Ribeiro. 1941 - 2014)

Dica Cultural: Arquivo Público recebe a 2ª etapa da 3ª Bienal da Bahia

Clique para ampliar
O Arquivo Público do Estado da Bahia será um dos palcos da segunda etapa da 3ª Bienal da Bahia, com o projeto Quintas na Quinta que traz leituras, diálogos e poesia nos jardins e visitas guiadas por artista, todas as quintas de 17 de julho a 4 de setembro, às 14h, além da exposição Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima e instalações de artistas abertas à visitação também as quintas-feira, das 9h às 17h. 

Com documentos nominados e registrados como Memória do Mundo pela Unesco, o Arquivo Público do Estado da Bahia, unidade da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado é a segunda maior instituição arquivística do Brasil, custodiando um acervo documental de valor único para a memória nacional. 

A partir do dia 17 de julho (quinta-feira), a unidade recebe ações que envolvem dez artistas baianos e de outros estados. Intitulado Quintas na Quinta, o programa acontecerá às quintas-feiras, até o dia 4 de setembro, sempre às 14h e terá encontros com os professores Sergio Guerra e Luiz Paulo Neiva sobre Canudos, com Marcelo Cunha e Dona Sisi (Fundação Pierre Verger) sobre Racismo Científico e a intervenção artística Feminária Musical, de Ana Paula Fiuza, do Grupo Feminista de Experimentos Sonoros da Escola de Música da UFBA, todos no mês de julho.

Dentre os artistas que farão exposições e intervenções no Arquivo, estão Eustaquio Neves, Gaio, Giselle Beiguelman, Ícaro Lira, José Rufino, Omar Salomão, Paulo Bruscky, Paulo Nazareth, Rodrigo Matheus e S. da Bôa Morte, além da artista cubana, Maria Magdalena Campos Pons e o músico Neil Leonard. Até setembro, o público poderá interagir também com a exposição Arquivo do Museu Antropológico e Etnográfico Estácio de Lima, que estará aberta à visitação a partir deste dia, das 9h às 17h.

Educativa – A programação da 3ª Bienal no Arquivo Público também incluirá visitas guiadas em parceria com a Escola Parque (Centro Educacional Carneiro Ribeiro), nas quais os estudantes visitarão as exposições e ações que estarão sendo realizadas a partir do dia 17. Haverá equipes de mediação formadas pelos artistas, que guiarão os estudantes e o público em geral em meio às instalações e ministrarão oficinas.

Para facilitar e ampliar o acesso do público à programação no Arquivo Público, a Fundação Pedro Calmon disponibilizará gratuitamente um ônibus todos os dias, de 17 de julho a 7 de setembro, saindo do Teatro Castro Alves (Campo Grande) às 14h em direção ao Arquivo, na Baixa de Quintas (interessados procurar monitores da Bienal que estarão na frente do TCA; sujeito à lotação).   Todas as atividades são gratuitas.

O quê: Arquivo Público do Estado da Bahia recebe a 2ª etapa da 3ª Bienal da Bahia
Quando: todas as quintas de 17 de julho a 4 de setembro, das 9h às 17h, e às 14h
Onde: Arquivo Público do Estado da Bahia
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Instituto Geográfico e Histórico da Bahia promove Seminário Internacional

Imagem Ilustração
O Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), junto com o Projeto Memória Musical da Bahia, promove o Seminário Internacional Brasil e Portugal: Interfaces entre História, Patrimônio e Memória, nos dias 28, 29 e 30 de julho, das 15h às 17h. 

A realização do Seminário Brasil e Portugal: interfaces entre história, patrimônio e memória no contexto de celebração da efeméride de 120 anos do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, tem como objetivo principal estabelecer um diálogo contínuo entre os dois países, sobretudo, no âmbito acadêmico, institucional e profissional. Registra os dez anos da Campanha de Educação Patrimonial Órgão Vivo, através atividades de pesquisa, difusão e sensibilização comunitária sobre a importância do órgão de tubos ou tubular, como patrimônio musical da Bahia e do Brasil, possibilita a transferência de informações sobre experiências exitosas em Portugal no âmbito da multissecular tradição organística, e concretiza um projeto de intercâmbio entre os dois países, através de proposições voltadas para a salvaguarda patrimonial de um acervo histórico, cultural e artístico de matriz europeia e portuguesa que fora consolidada na terra brasilis ainda no século XVI.

Salvador chega ao século XXI com o desafio de preservar o legado patrimonial que se formou durante os séculos de colonização portuguesa. Os órgãos de tubos são instrumentos musicais que atravessaram séculos de desenvolvimento e que podem continuar integrados à cultura e turismo locais. Várias iniciativas de valorização desse segmento musical foram deflagradas nas últimas décadas, sendo intensificadas mais recentemente, do ponto de vista comunitário e patrimonial, no período de 2004 a 2014, mediante a realização da Campanha Órgão Vivo: não deixe este órgão morrer!

Confira a Programação:

28/07  
Profa. Consuelo Pondé de Sena – Presidente do IGHB
Palestra de abertura 
Inventário dos órgãos portugueses: uma necessidade patrimonial
Dr. Antonio Simões (especialista em históricos em Portugal)

29/07 
Palestra sequencial
Memória musical da Bahia: o órgão de tubos como patrimônio comunitário
Prof. Marcos Santana (Coordenador da Campanha Órgão Vivo, Vice-Presidente da Associação Brasileira de Organistas - ABO)

MESA REDONDA
Educação patrimonial em Salvador: um diálogo com a tradição
Profa. Bartolimara Souza Daltro

DEPOIMENTOS
Frei Ulisses Bandeira – Projeto do Órgão do Convento da Piedade
Dr. Artur Napoleão Projeto do Órgão da Basílica do Bonfim

30/07 
Visita guiada à Basílica da Conceição da Praia

2 de Julho no imaginário popular: Periquitão

Clique para ampliar

quinta-feira, 24 de julho de 2014

De Olho na Notícia: Unex oferece curso de inglês para deficientes visuais

Foto: Ilustração
A UNEX (Associação dos Ex-Alunos da UNEB) está disponibilizando 20 vagas direcionadas às pessoas com deficiência, para o curso de Inglês.

As inscrições para o curso vão até o dia 25 de julho e podem ser feitas na sede na Unex, localizada na Uneb, na Rua Silveira Martins, Cabula. Basta levar a cópia do RG e do laudo médico.

O curso de inglês é totalmente gratuito e o aluno conta com material didático adaptado e acompanhamento pedagógico. As aulas acontecem as sextas-feiras, pela tarde e à noite, e aos sábados, pela manhã e à tarde, no Cabula.

O quê: Unex oferece curso de inglês para deficientes visuais
Quando: Inscrições até 25 de julho, sexta-feira
Onde: Sede na Unex (UNEB) - Rua Silveira Martins, Cabula
Quanto: Gratuito
Mais informações: facebook.com/unex

Biblioteca recebe mesa de debate Carreira de escritor: Dificuldades e Perspectivas

Clique para ampliar
Numa iniciativa da Fundação Pedro Calmon/SecultBA, através da sua Diretoria do Livro e da Leitura, acontece, no dia 25 de julho, Dia do Escritor, às 15h, no Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris), a mesa de debate Carreira de escritor: dificuldades e perspectivas. A ideia é suscitar a discussão acerca da cadeia criativa na área do livro e da leitura, seus entraves, os diversos elos de uma rede, composta de um número cada vez mais diverso de atores . 

Na sessão,  as falas do escritor mirim, Lucas Iuri, de Carmem Lúcia Castro Lima, diretora de Economia Criativa (SecultBA),  de Daday Sales, coordenadora do GESTAR/SECBA, e da escritora e jornalista Mariana Paiva.

O quê: Mesa de debate Carreira de escritor: dificuldades e perspectivas
Quando: 25 de julho, sexta-feira, 15h
Onde: Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris)
Quanto: Gratuito

De Olho na Notícia História em Movimento - Dois de Julho em Debate

Clique para ampliar
Para envolver o público jovem com a História da Bahia, no contexto do 2 de Julho, a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado realizará o ciclo de aulas História em Movimento: Dois de Julho em Debate, através do qual as bibliotecas públicas receberão, a partir do dia 16 de julho, estudantes da rede pública de ensino, que assistirão a palestras ministradas por historiadores, evidenciando as batalhas e a atuação dos heróis da independência.

A ação integra a programação do 2 de Julho da Fundação, iniciada no dia 30 de junho e acontecerá nos dias:

- 25/7, às 15h - Biblioteca Thales de Azevedo (Costa Azul), com o professor André Luis da Silva Santos;

- 29/07, às 15h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Rio Vermelho), com o historiador Sergio Guerra;

- 30/7, às 14h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Itaparica), com o professor Milton Moura. Na ocasião, estarão expostos nas Bibliotecas, totens em tamanho real de personagens populares da independência, como Maria Felipa, o comandante “Periquitão”, a soldado Maria Quitéria, dentre outros. Com eles, os estudantes poderão tirar fotos e compartilhá-las a partir das redes sociais da Fundação Pedro Calmon.

Parceria – Unidades do Colégio da Polícia Militar também receberão palestras sobre o 2 de Julho. Nos dias 16, 18 e 25/7, o professor e historiador Marcelo Renato Siquara falará sobre os processos significativos da Independência do Brasil na Bahia. Dia 16 (quarta-feira), às 14h, a aula será na unidade dos Dendezeiros e nos dias 18 e 25/7, às 7h, será nas unidades da Ribeira e do Luiz Tarquínio, respectivamente.

O quê: Fundação Pedro Calmon promove aulas sobre o 2 de Julho nas Bibliotecas Públicas
Quando: 16 a 30 de julho
Onde: Bibliotecas Públicas e unidades do Colégio da Polícia Militar
Quanto: Gratuito

2 de Julho no imaginário popular: Maria Quitéria

Clique para ampliar

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Setor de Documentação Baiana da Biblioteca realiza exposição virtual

O Setor de Documentação Baiana da Biblioteca Pública do Estado da Bahia disponibiliza mais uma exposição com o objetivo de divulgar, através de recursos audiovisuais e lúdicos, a história do nosso Estado. A Exposição Virtual Heróis da Independência da Bahia - 2 de Julho de 1823 traz registros históricos dos personagens que fizeram parte desta data marcante para a Bahia e o Brasil. Confira: 




Confira também outras Exposições do Setor de Documentação Baiana da Biblioteca através do Canal do Youtube Setor de Documentação Baiana BPEB

Biblioteca recebe a XII Mesa Redonda do CAMARADA AMIGO MEU!

Clique para ampliar
Há somente 191 anos a Bahia conquistou sua independência, ao mesmo tempo em que consolidou o processo de independência de todo o Brasil. Uma nação livre dos colonizadores que no entanto, ainda se servia da escravização dos povos negros e indígenas. Há somente 126 anos foi abolida a escravatura no Brasil. Uma nação livre das correntes que no entanto, negava os direitos plenos aos povos negros e indígenas. Após avançarmos construindo marcos legais que asseguram aos povos negros e indígenas seus direitos, hoje estamos novamente sob a ameaça dos congressistas que querem "rever" as leis que garantem nossas conquistas, tais como: O acesso gratuito à Água, os direitos dos Povos e Comunidades Tradicionais, o domínio de nossos Territórios, entre outros.

A XII Mesa Redonda do CAMARADA AMIGO MEU! ocorre em um momento importante em nossa história. Novamente é hora de convocar os "Povos Guerreiros! Povos Brasileiros!" para nos unirmos, celebrarmos nossos Ancestrais, dialogarmos sobre nossas estratégias e homenagear as pessoas que se dedicam a promover a conquista plena de nossa liberdade. XETRUA! MAROMBA XETRUA!

A Associação Nacional Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu - ACBANTU, em parceria com a Rede KÔDYA, os Povos de Terreiro, o Governo do Estado da Bahia através da Secretaria Estadual de Cultura; Fundação Pedro Calmon / CCPI / IPAC, da Secretaria de Políticas para Mulheres, da Secretaria de Promoção da Igualdade e contando com o apoio do Ministério de Desenvolvimento Agrário e Ministério do Meio Ambiente, tem a honra de convidá-lo para vivermos juntos este momento importante. Participe! Traga uma fruta!

O quê: XII Mesa Redonda do CAMARADA AMIGO MEU!
Quando: 24 de julho (quinta-feira), às 14h
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia - Sala Katia Mattoso (3º andar) e Quadrilátero (Térreo)
Quanto: Gratuito

De Olho na Notícia: História em Movimento - Dois de Julho em Debate, hoje na Biblioteca

Clique para ampliar
Ainda em comemoração à Independência da Bahia, a Fundação Pedro Calmon/SecultBa promove o curso História em Movimento: Dois de Julho em Debate, onde historiadores ministram aulas sobre o 2 de Julho nas Bibliotecas Públicas. 

Dentro dessa programação, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia exibirá hoje, 23/07, às 15h, na Sala Katia Mattoso, o curta-metragem baiano O Corneteiro Lopes, de Lázaro Faria, seguido de uma aula com o palestrante Vinicius Lins Gesteira, que abordará este e outros momentos importantes do 2 de Julho.

O quê: Biblioteca recebe palestra sobre o 2 de Julho com exibição de curta-metragem
Quando: 23 de julho, quarta-feira, às 15h
Onde: Sala Katia Mattoso, 3º andar da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Barris
Quanto: Gratuito

2 de Julho no imaginário popular: Maria Felilpa

Clique para ampliar

terça-feira, 22 de julho de 2014

Biblioteca recebe a exposição Ideias em Cores do artista plástico Helder Becerra.

Clique para ampliar
Biblioteca recebe a exposição Ideias em Cores do artista plástico Helder Becerra, em cartaz no Foyer e Vão do Foyer entre os dias 18 de julho e 30 de agosto, das 8h30 às 21h.

A exposição apresenta 20 telas que retratam personalidades que influenciaram a história da humanidade nas diversas áreas – política, humana, teórica, artística, entre outras – todas retratadas numa paleta viva e colorida. Entre as personalidades pintadas destacamos Che, Fridha Kahlo, Nelson Mandela, Malcon X, Karl Marx e Fidel Castro.

Helder Becerra é um artista plástico auto didata, militante pernambucano, sociólogo, que desde a adolescências luta contra as injustiças sociais e humanas. Um homem que se descobriu artista por vocação, se forjou pinto e escultor, trazendo na sua arte a expressão de sua gana por transformação social.  

O quê: Exposição Ideias em Cores do artista plástico Helder Becerra
Quando: 18/07 a 30/08, segunda a sexta das 8h30 às 21h; sábado das 8h30 às 12h
Onde: Foyer e Vão do Foyer da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, térreo
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Museu de Arte da Bahia promove exposição e concerto da Classe de Flauta da UFBA

Clique para ampliar
Sob a orientação do Prof. Lucas Robatto, a Classe de Flauta da UFBA se apresenta nesta terça-feira, 22 de julho, às 18h, no Museu de Arte da Bahia, compondo a exposição Mestres da Gravura.

O espetáculo contempla um repertório que remonta a música feita no Brasil Imperial, com destaque para obras de compositores contemporâneos e conterrâneos dos artistas que compõem a exposição Mestres da Gravura. 

Sigismund von Neukomm, Friedrich Kuhlau, Arcangelo COrelli, Pedro Antônio Avondano e Ignaz Josef Pleyel são alguns dos compositores cujas obras serão interpretadas no concerto, nas mais diversas formações instrumentais. 

O quê: Classe de Flauta da UFBA se apresenta no Museu de Arte da Bahia
Quando: 22 de julho, terça-feira, às 18h
Onde: Museu de Arte da Bahia - Av. Sete de Setembro, 2340, Corredor da Vitória
Quanto: Gratuito

2 de Julho no imaginário popular: João das Botas

Clique para ampliar

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Dica de Leitura: Biblioteca homenageia o escritor Rubem Alves

Foto: Ilustração
Nascido em 15 de setembro de 1933 em Dores da Boa Esperança (MG), Rubem Alves foi um dos intelectuais mais famoso e respeitados do Brasil. Rubem, que faleceu no ultimo sábado (19/07), é o homenageado do Dica de Leitura de hoje da Biblioteca Pública do Estado da Bahia

Pedagogo, poeta, filósofo, cronista, contador de estórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, psicanalista, suas obras correm do universo infantil para o campo da Filosofia da Ciência e da Educação, com cerca de 120 publicações para todos os gostos e idade. Estudou Teologia no Seminário Presbiteriano  de Campinas (SP), tendo se transferido para Lavras (MG), em 1958, onde exerceu as funções de pastor naquela comunidade até 1963. Foi Mestre em Teologia Teologia pelo Union Theological Seminary, em Nova York, lecionou em diversas universidades no Brasil, e tornou-se psicanalista pela Sociedade Paulista de Psicanálise. Por sua forma não ortodoxa de pensar, esteve na lista de pastores procurados pelos militares durante o período de Ditadura no Brasil, e ficou exilado até 1968, acusado de ser subversivo.

 "Golpes duros na vida me fizeram descobrir a literatura e a poesia. Ciência dá saberes à cabeça e poderes para o corpo. Literatura e poesia dão pão para corpo e alegria para a alma. Ciência é fogo e panela: coisas indispensáveis na cozinha. Mas poesia é o frango com quiabo, deleite para quem gosta...Busco escrever simplesmente o que me dá na cabeça e no coração, embora ainda me sinta amarrado por antigas mortalhas acadêmicas.", escreveu Rubem em seu site. 

Na literatura e na poesia, Rubem Alves alegava ter realizado o sonho 'fracassado' de ser músico, pois começou a "fazer música com as palavras". Tinha na lista de seus autores favoritos Nietzsche, Lutero, Agostinho, Guimarães Rosa, José Saramango, Fernando Pessoa, Adélia Prado, Manoel de Barros, T.S. Eliot, entre outros. 

Entre suas obras estão A Alegria de ensinar; Aprendiz de Mim: Um Bairro que virou Escola; Decreto da Alegria; O Escorpião e a Rã; O Flautista Mágico; que podem ser encontradas no Setor de Empréstimos e no Setor Infantil da Biblioteca Pública do Estado da Bahia. Confira os horários de funcionamento: 

Setor de Empréstimos - Segunda a sexta, das 08h30 às 21h; sábados das 08h30 às 12h (a solicitação de livros no Setor de Empréstimos deve ser feita mediante cadastro prévio no próprio setor. Para se cadastrar é preciso ter mais de 13 anos e ter um comprovante de residência e a carteira de identidade em mãos);

Setor Infantil - Segunda a sexta, das 08h30 às 21h. 

De Olho na Notícia: Prefeitura lança Edital do Concurso Literário Prêmio Jorge Amado de Literatura

Clique para ampliar
A Prefeitura de Salvador, reforçando o Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB) da Cidade de Salvador lança o Edital do Concurso Literário Prêmio Jorge Amado de Literatura, com inscrições abertas até 25 de agosto. O prêmio é voltado para os alunos do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos das escolas da rede pública de Salvador e das Escolas Comunitárias que possuam convênios com a Prefeitura. 

As inscrições vão até 25 de agosto, de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h, na escola onde o aluno participante está matriculado. Os alunos podem se inscrever nas categorias Poesia, Conto, Romance, Dramaturgia e História em Quadrinhos (HQ). Os vencedores de cada categoria serão premiados com um tablet e R$ 4 mil. Já os alunos que ficarem em 2o e 3o lugares serão premiados com um tablet e R$ 2 mil e um tablet e R$ 1 mil, respectivamente.

Os professores orientadores dos projetos vencedores, identificados na ficha de inscrição, também serão premiados com uma medalha de Educador Emérito e receberão um valor pecuniário de R$ 3 mil. Caso mais de um aluno vencedor tenha tido aulas com o mesmo professor orientador, este só poderá receber o valor em pecúnia e a medalha uma única vez. 

O quê: Prefeitura lança Edital do Concurso Literário Prêmio Jorge Amado de Literatura
Quando: Inscrições até 25 de agosto, de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h
Quanto: Gratuito

De Olho na Notícia: História em Movimento - Dois de Julho em Debate

Clique para ampliar
Para envolver o público jovem com a História da Bahia, no contexto do 2 de Julho, a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado realizará o ciclo de aulas História em Movimento: Dois de Julho em Debate, através do qual as bibliotecas públicas receberão, a partir do dia 16 de julho, estudantes da rede pública de ensino, que assistirão a palestras ministradas por historiadores, evidenciando as batalhas e a atuação dos heróis da independência.

A ação integra a programação do 2 de Julho da Fundação, iniciada no dia 30 de junho e acontecerá nos dias:  

- 22/7, às 15h - Biblioteca Infantil Monteiro Lobato (Nazaré), com o pesquisador Marcelo Siquara; 

- 23/07, às 16h - Biblioteca Pública do Estado (Barris), com Vinicius Gesteira; 

- 25/7, às 15h - Biblioteca Thales de Azevedo (Costa Azul), com o professor André Luis da Silva Santos;

- 29/07, às 15h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Rio Vermelho), com o historiador Sergio Guerra.

- 30/7, às 14h - Biblioteca Juracy Magalhães Júnior (Itaparica), com o professor Milton Moura.

Na ocasião, estarão expostos nas Bibliotecas, totens em tamanho real de personagens populares da independência, como Maria Felipa, o comandante “Periquitão”, a soldado Maria Quitéria, dentre outros. Com eles, os estudantes poderão tirar fotos e compartilhá-las a partir das redes sociais da Fundação Pedro Calmon.

Parceria – Unidades do Colégio da Polícia Militar também receberão palestras sobre o 2 de Julho. Nos dias 16, 18 e 25/7, o professor e historiador Marcelo Renato Siquara falará sobre os processos significativos da Independência do Brasil na Bahia. Dia 16 (quarta-feira), às 14h, a aula será na unidade dos Dendezeiros e nos dias 18 e 25/7, às 7h, será nas unidades da Ribeira e do Luiz Tarquínio, respectivamente.

O quê: Fundação Pedro Calmon promove aulas sobre o 2 de Julho nas Bibliotecas Públicas
Quando: 16 a 30 de julho
Onde: Bibliotecas Públicas e unidades do Colégio da Polícia Militar
Quanto: Gratuito

2 de Julho no imaginário popular: Joana Angélica

Clique para ampliar

sábado, 19 de julho de 2014

De Olho na Notíca: FUNCEB abre inscrições para Programa de Qualificação em Artes no Interior da Bahia 2014

Clique para ampliar
O Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), abre inscrições para o Programa de Qualificação em Artes no Interior da Bahia 2014, que alcançará 18 cidades de diferentes territórios de identidade baianos. 

Serão oferecidos cursos para profissionais de Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro, além da modalidade Brincante, relacionada a culturas populares. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pela Internet, ou presencialmente nos locais de atendimento em cada cidade, respeitando as datas de matrícula. Os cursos acontecerão em instituições parceiras, órgãos municipais e escolas estaduais, que viabilizam a chegada do projeto às suas localidades, ou em espaços culturais da SecultBA, numa correalização com a Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult), através de sua Diretoria de Espaços Culturais (DEC). Os alunos que cumprirem pelo menos 75% de frequência terão certificado reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

As aulas serão ministradas por profissionais reconhecidos nas áreas em que atuam, oportunizando o contato dos artistas com a experiência destes professores. Os cursos serão iniciados em grupos de diferentes datas, o que também determina o período de inscrições para cada um deles. O primeiro grupo será a partir de 25 de julho, com inscrições de 16 a 22 de julho; o segundo se iniciará em 1º ou 8 de agosto, com inscrições de 23 a 29 de julho. Até o mês de setembro, as classes ocorrerão em quatro finais de semana, de sexta a domingo, totalizando carga horária de 60 horas. Cada uma das 20 turmas oferecerá 25 vagas, totalizando 500 profissionais das artes da Bahia contemplados pela ação. Caso o número de inscritos seja superior ao número de vagas, será realizada seleção.

O quê: FUNCEB abre inscrições para Programa de Qualificação em Artes no Interio da Bahia 2014
Quando: 16 a 29 de julho
Quanto: Gratuito
Mais informações / Inscrições: fundacaocultural.ba.gov.br/cursos

Dica Cultural: Cine Teatro Solar Boa vista realiza a 1ª Semana da Mulher Negra

Clique para ampliar
Em celebração aos 30 anos do Cine Teatro Solar Boa Vista, a casa preparou uma programação especial para este mês. Nela está incluída a primeira edição da Semana da Mulher Negra, de 19 a 25 de julho. Todas as atrações são gratuitas, exceto a apresentação do grupo “Águas de Sambas”,  com ingressos até R$4.

A semana rememora o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha e conta com show de Juliana Ribeiro e o grupo Barlavento, em homenagem a sambista Clementina de Jesus. Todas as atrações têm entrada Catraca Livre.

Um bate-papo com o tema “O Protagonismo da Mulher Negra na Sociedade” também faz parte do evento, além da exibição de curtas produzidos por mulheres negras e exposição “Pedra da Memória de Renata Amaral”.

O show de encerramento, “Misturando Nomes”, fica por conta da cantora e compositora Virginia Luz. Confira a programação completa: catracalivre.com.br

O quê: Cine Teatro Solar Boa vista realiz a 1ª Semana da Mulher Negra
Quando: 19 a 25 de julho
Onde: Cine Teatro Solar Boa Vista
Quanto: Gratuito (exceto a apresentação do grupo “Águas de Sambas”,  com ingressos até R$4)

2 de Julho no imaginário popular: General Lima e Silva

Clique para ampliar

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Biblioteca presta homenagem ao escritor João Ubaldo Ribeiro

Foto: Ilustração
Eleito sétimo ocupante da Cadeira nº 34 da Academia Brasileira de Letras, vencedor da maior premiação para autores de língua portuguesa em 2008, o Prêmio Camões, autor das consagradas obras Sargento Getúlio, O Sorriso do Lagarto e A Casa dos Budas Ditosos, e do premiado Viva o Povo Brasileiro, João Ubaldo Ribeiro em pouco tempo se tornou um dos mais importantes e talentosos escritores brasileiros, e é a ele que a Biblioteca Pública do Estado da Bahia presta sua homenagem nesta sexta-feira (18/07), após a notícia do seu falecimento. 

Nascido em Itaparica, na Bahia, em 23 de janeiro de 1941, João Ubaldo Osório Pimentel Ribeiro estudou e lecionou por muitos anos no mesmo Estado, pela Universidade Federal da Bahia e Universidade Católica de Salvador. Como jornalista, foi repórter, redator, chefe de reportagem, colunista, editorialista e editor-chefe em dois importantes jornais baianos, além de ter sido colunista do jornal Frankfurter Rundschau, na Alemanha, e colaborador de diversos jornais e revistas no Brasil e no exterior. 

Seus primeiros trabalhos literários foram publicados em diversas coletâneas, e algumas de suas obras foram traduzidas pelo próprio autor para o inglês, tendo boa receptividade entre os leitores nos Estados Unidos. Outras obras  chegaram à TV e ao Cinema como Sargento Getúlio, que foi adaptada num longa-metragem dirigido por Hermano Penna e protagonizado por Lima Duarte, chegando a ser premiado no Festival de Gramado em diversas categorias. Mas sua principal obra talvez seja o livro Viva o Povo Brasileiro, vencedor de diversos prêmios, chegando a ser escolhido como samba-enredo da escola Império da Tijuca para o carnaval do ano de 1987, consagrando João Ubaldo na Avenida Marquês de Sapucaí. 

Em 1999, foi um dos escritores escolhidos em todo o mundo para dar depoimento, ao jornal francês Libération, sobre o Terceiro Milênio. E Viva o Povo Brasileiro foi o tema do exame de Agrégation, concurso para detentores de diploma de graduação na universidade francesa. Este romance e Sargento Getúlio constaram da maior parte das listas dos cem melhores romances brasileiros do século.

Prêmios e distinções
– Prêmio Golfinho de Ouro, do Estado do Rio de Janeiro, conferido, em 1971, pelo romance Sargento Getúlio;
– Dois prêmios Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, em 1972 e 1984, respectivamente para o Melhor Autor e Melhor Romance do Ano, pelo romances Sargento Getúlio e Viva o povo brasileiro;
– Prêmio Altamente Recomendável - Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil,1983, para Vida e Paixão de Pandonar, o Cruel ;
– Prêmio Anna Seghers, em 1996 (Mogúncia, Alemanha);
– Prêmio Die Blaue Brillenschlange (Zurique, Suíça);
– Detém a cátedra de Poetik Dozentur na Universidade de Tubigem, Alemanha (1996).
– Prêmio Lifetime Achievement Award, em 2006;
– Prêmio Camões, em 2008.

Os frequentadores da Biblioteca Pública podem encontrar mais obras de João Ubaldo Rideiro nos Setores de Empréstimo e Documentação Baiana, onde também estão disponíveis obras para pesquisa e consulta sobre o autor. Dentre as obras disponíveis em destaque estão Sargento Getúlio, O Sorriso do Lagarto, A Casa dos Budas Ditosos e Viva o Povo Brasileiro. Confira o horário de funcionamento:

Setor de Empréstimos - Segunda a sexta, das 08h30 às 21h; sábados das 08h30 às 12h (a solicitação de livros no Setor de Empréstimos deve ser feita mediante cadastro prévio no próprio setor. Para se cadastrar é preciso ter mais de 13 anos e ter um comprovante de residência e a carteira de identidade em mãos);

Setor de Documentação Baiana - Segunda a sexta, das 08h30 às 18h.

Dica Cultura: Conjunto Habitacional 27 de Abril em Ação

Clique para ampliar
No primeiro conjunto habitacional construído exclusivamente para as trabalhadoras domésticas baianas, a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia promoverá o projeto Conjunto Habitacional 27 de abril em Ação, nesta sexta-feira (18/07), das 9h30 às 18h. O projeto, em parceria com o SESC e a Defensoria Pública do Estado, levará atividades culturais e leitura ao conjunto destinadas às domésticas, jovens e crianças, além de diálogos sobre a PEC das Domésticas.

Na ocasião serão realizadas oficinas de dança, grafite, turbante e música, além da presença da Biblioteca Móvel, disponibilizando não somente suas tradicionais estantes recheadas de livros, jornais e revistas de variados gêneros, como também atividades culturais e dinâmicas que ligam o livro ao prazer da leitura. Já a Biblioteca Virtual Dois de Julho, unidade da Fundação, disponibilizará o jogo “Tabuleiro Virtual 2 de Julho”, que testa o conhecimento do público sobre a data histórica baiana. A Diretoria do Livro e Leitura (DLL), unidade da Fundação levará sua tradicional Feira de Livros, com obras a preços acessíveis ao público.

Para ampliar o conhecimento das moradoras sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 72/13), que garantiu direitos trabalhistas para a categoria, a Fundação levará a Defensoria Pública do Estado para tirar dúvidas das domésticas sobre estes direitos. Haverá também o SESC, com serviços de higiene bucal destinado a todos. Todas as atividades serão gratuitas.

Moradia – O Núcleo Habitacional 27 de Abril, no bairro do Doron, inaugurado em 2012, é um empreendimento formado por 80 apartamentos, quadra de esportes e um parque infantil. Tem este nome em alusão ao Dia Nacional da categoria (27/4). No Brasil, segundo levantamento realizado pelo IBGE, existem 7,2 milhões de empregadas domésticas, deste total, 500 mil apenas na Bahia.

O quê: Conjunto Habitacional 27 de Abril em Ação
Quando:18 de julho, das 9h às 18h
Onde: Conjunto Habitacional 27 de Abril
Quanto: Gratuito
Mais informações: fpc.ba.gov.br
Fonte: fpc.ba.gov.br

2 de Julho no imaginário popular: Corneteiro Lopes


Clique para ampliar

Biblioteca recebe palestra sobre o 2 de Julho com exibição de curta-metragem

Clique para ampliar
Ainda em comemoração à Independência da Bahia, a Fundação Pedro Calmon/SecultBa promove o curso História em Movimento: Dois de Julho em Debate, onde historiadores ministram aulas sobre o 2 de Julho nas Bibliotecas Públicas. 

Dentro dessa programação, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia exibirá no dia 23/07, às 15h, na Sala Katia Mattoso, o curta-metragem baiano O Corneteiro Lopes, de Lázaro Faria, que reconta a história de um momento lendário e significativo no processo de Independência da Bahia. Após a exibição do filme, o palestrante Vinicius Lins Gesteira ministrará uma aula para os presentes, abordando este e outros momentos importantes do 2 de Julho. Mestrando em antropologia e licenciado em História pela Universidade Federal da Bahia, Vinicius Lins Gesteira atualmente se dedica ao estudo dos rituais das religiões africanas da Costa da Mina, e é também, graduando em Sistemas de Informação, pela mesma universidade, com planos de articular a Tecnologia da Informação ao estudo da história e das ciências sociais.

Durante o evento, haverá também uma exposição dos totens em tamanho real dos personagens da independência e apresentação da Biblioteca Virtual 2 de Julho.

Confira o trailer do curta O Corneteiro Lopes:




O quê: Biblioteca recebe palestra sobre o 2 de Julho com exibição de curta-metragem
Quando: 23 de julho, quarta-feira, às 15h
Onde: Sala Katia Mattoso, 3º andar da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Barris
Quanto: Gratuito

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Dica Cultural: Café Científico Salvador realiza palestra sobre fenômenos de massa

Clique para ampliar
Na próxima sexta-feira, 18 de julho, o Café Científico Salvador realiza palestra com o tema: Os Fenômenos de Massa, com a presença do Prof. Dr. Ordep Trindade Serra, da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - UFBA, na Sala Katia Mattoso da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, às 18h. O encontro fará uma reflexão sobre os fenômenos de massa, enfocando os megaeventos e, em particular, Copa do Mundo, desde uma perspectiva científica.

O Café Científico em Salvador é um local em que qualquer pessoa pode discutir desenvolvimentos recentes das várias ciências e seus impactos sociais. Ele oferece uma oportunidade para que o cientista e o público se encontrem face a face para discutir questões científicas, numa atmosfera agradável.

O quê: Café Científico Salvador realiza palestra sobre fenômenos de massa
Quando: 18 de julho, às 18h
Onde: Sala Katia Mattoso, 3º andar da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Barris
Quanto: Gratuito
Mais informações: cafecientificossa.blogspot.com.br

2 de Julho no imaginário popular: General Labatut

Clique para ampliar

Confira os filmes do Setor Infantil da Biblioteca para o mês de julho

Clique para ampliar
Todas as terças e quintas-feiras, o Setor Infantil da Biblioteca exibe filmes para a garotada. As sessões acontecem sempre em dois momentos do dia, às 10h e 15h, com longas que fazem o maior sucesso no mundo infantil.

17 e 24 - MEU MELHOR AMIGO
Diretor: Waine Wang
Baseado em um livro de sucesso, “Meu Melhor Amigo” é uma delicada história de uma garotinha e de seu amigo de quatro patas, que muda sua vida. Quando esta garotinha chamada Opal e seu pai, o pastor semudam para uma pequena cidade do sul dos EUA, ela adota um adorável vira-lata descabelado chamado Winn-Dixie. A ligação especial entre eles faz acontecer coisas mágicas com seu pai ecom as excêntricas pessoas dacidade que eles vão encontrando ao longo de um inesquecível verão.

22 e 29 - HAPPY FEETY – O PINGÜIM
Diretor: Judy Morris, Warren Coleman, George Miller
Entre os pinguins imperador você apenas é alguém se souber cantar. Isto causa grande preocupação a Mano, considerado o pior cantor do mundo e também um grande sapateador. Norma Jean, sua mãe, gosta do sapateado de Mano, mas Memphis, seu pai, acha que "isto não é coisa de pinguim". Além disto seus pais sabem que caso Mano não encontre sua "canção do coração" ele talvez nunca encontre o verdadeiro amor.

31 - O MAR NÃO ESTÁ PRA PEIXE
Diretor: Howard E. Baker, John Fox
Pê é um simpático peixinho órfão que acaba de chegar ao belíssimo recife em busca de sua tia Pérola. Tão logo começa a conhecer a nova vizinhança e fazer novos amigos, ele acaba se deparando com umavisão que dispara seu coração: Cordélia). A bela peixinha rosada atrai as atenções de todos os peixes dopedaço – e também do perigoso tubarão Troy  , cuja gangue apavora a cidade inteira com suas enormes presas.

O quê: Cine Vídeo do Setor Infantil
Quando: terças e quintas de julho, às 10h e 15h
Onde: Setor Infantil da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, térreo
Quanto: Gratuito

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Dica Cultural: Teatro Castro Alves promove aula-espetáculo com Ariano Suassuna

Clique para ampliar
No dia 16 de Julho (quarta-feira), às 20h, o poeta, ensaísta, romancista e dramaturgo paraibano Ariano Suassuna, 87 anos, retorna à Sala Principal do Teatro Castro Alves para uma aula-espetáculo, onde irá discutir sobre arte, mercado e identidade cultural em um debate marcado pela clareza e coerência de seus pensamentos. A entrada será franca, mas sujeita à lotação da sala. Os ingressos – 02 (dois) por pessoa – devem ser retirados no dia do evento, somente na bilheteria do TCA, no Campo Grande, a partir das 12 horas. 

A aula será apenas uma das possibilidades que o público baiano terá de conhecer um pouco mais sobre o escritor e suas ideias, já que o evento faz parte do projeto “Ariano Suassuna – Arte como Missão”, idealizado por Elias Sabbag e Marco Azevedo, e que já passou por Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro e Recife. O objetivo da iniciativa é mesclar formas midiáticas para homenagear Suassuna. Além da aula-espetáculo no TCA, acontecerão no Foyer da Caixa Cultural Salvador, na Rua Carlos Gomes, até 26 de julho, uma exposição fotográfica e um ciclo de filmes relativos ao pensamento, vida e obra do autor.

Ariano Suassuna – O autor é o principal teórico do Movimento Armorial, que defende a criação de uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro, e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) e da Academia Paraibana de Letras. Ganhou popularidade quando sua principal obra, “Auto da Compadecida” (1955), foi adaptada para a televisão, em 1999. Suassuna é um grande defensor e profundo conhecedor da cultura popular brasileira e possui obras traduzidas para sete idiomas.

O quê: Aula-espetáculo com Ariano Suassuna
Quando: 16 de julho, quarta-feira, às 20h
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quanto: Gratuito (ingressos devem ser retirados no dia do evento, somente na bilheteria do TCA, no Campo Grande, a partir das 12 horas)
Fonte: tca.ba.gov.br