• Neste mês de maio, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia está completando 204 anos! Confira a história dessa Instituição bicentenária!
  • Todas as segundas e quartas-feiras, a Biblioteca promove gratuitamente duas sessões de cinema, com o projeto "Filme na Biblioteca". Confira a programação!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Aviso Sobre o Funcionamento da Biblioteca


Secretaria Estadual de Cultura oferece programação diversificada para celebrar a Independência da Bahia

Clique para ampliar
No dia Dois de Julho, a Bahia celebra sua maior data cívica, que foi marcada pela luta em prol da Independência do Brasil. A Secretaria Estadual de Cultura/SecultBA, por meio de suas unidades, organizou uma série de ações para celebrar a data. Além da Fundação Pedro Calmon/SecultBA, a Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sedecult), o Instituto do Patrimônio  Artístico Cultural da Bahia (IPAC), a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e o Centro de Culturas Populares Identitárias (CCPI) desenvolverão atividades em homenagem ao marco cívico.

Desfile: No dia 02 de julho, o tradicional desfile de filarmônicas e grupos de cultura popular tem início previsto para as 8h, saindo da Lapinha, em direção ao Campo Grande. Serão 13 filarmônicas dos diversos territórios de identidade da Bahia e mais cinco grupos de tradições populares do Recôncavo Baiano participam do desfile com apoio da Funceb. Durante o cortejo o maestro Reginaldo de Xangô, que morreu em 03 de junho de 2013, será homenageado por conta do seu incentivo às manifestações populares da Bahia. No mesmo dia, à tarde, haverá uma saudação ao Caboclo e à Cabocla na Biblioteca Anísio Teixeira (Ladeira de São Bento). O projeto Esperando o Caboclo, coordenado pelo Centro de Culturas Populares Identitárias, recepcionará o cortejo no Largo do Pelourinho, com clarins na Casa 12 e apresentação do IPACORAL, na Casa 10. Uma extensa programação musical está programada nos largos do Pelourinho, das 14h às 20h.

A tradição dos baianos de decorarem suas casas para celebrar a passagem do cortejo cívico do Dois de Julho ganhará uma premiação especial. O IPAC irá promover, junto com a Fundação Gregório de Matos, Premiação de Decoração de Fachadas dos imóveis inseridos no percurso do Cortejo do Dois de Julho, compreendido da Lapinha até o Terreiro de Jesus.

Campo Grande: De 03 a 05/07, a Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon promoverá a Feira de Livros “Ao Pé do Caboclo”, das 14h30 às 19h, no Largo do Campo Grande, também com a presença da Biblioteca Móvel. Editoras e livreiros estarão presentes, comercializando obras a preços módicos, incluindo publicações da FPC e do IPAC. A Feira também irá ceder espaço para a música popular, com a apresentação do show Três na Folia, com as cantoras Cláudia Cunha, Manuela Rodrigues e Sandra Simões, na terça-feira, dia 03, às 18h, e Dinha Dórea & Banda na quarta, dia 04, às 17h. Também na quinta-feira, 04, às 16h30, o cartunista Maurício Pestana fará o lançamento da revista em quadrinhos "Dois de Julho, a Bahia na Independência".

No dia 05, a Volta da Cabocla percorrerá o percurso inverso do cortejo, do Campo Grande à Lapinha, com saída prevista para às 19h e animação do Bandão Verde e Rosa. O desfile contará com a participação de grupos populares e será acompanhado por orquestras, em mais uma homenagem ao maestro Reginaldo de Xangô, que por muitos anos conduziu os festejos à frente da sua orquestra.

Ao longo do mês, nas bibliotecas, museus e centros culturais da SecultBA haverá exposições, visitas guiadas, aulas públicas, oficinas e um seminário internacional sobre as independências na América, destacando a importância das lutas travadas na Bahia e em outras regiões para a conquista da liberdade. Acompanhe toda programação: http://www.fpc.ba.gov.br/2dejulho/ e nas redes sociais.

CORTEJO CÍVICO: Inscrito no Livro do Registro Especial dos Eventos e Celebrações do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), o Cortejo do Dois de Julho é um bem cultural, elevado à categoria de patrimônio imaterial da Bahia, que reverencia as lutas, fatos, personagens e locais que fizeram parte da trama da Independência do Brasil na Bahia. O Registro do Cortejo foi chancelado pelo Governo do Estado em dezembro de 2006, e retificado em julho de 2009.

O Cortejo percorre lugares que foram palco das lutas pela independência, incluindo o Conjunto Arquitetônico da Soledade, tombado como Patrimônio Material da Bahia desde 1981. O Conjunto foi o mais importante acesso-norte no século XVIII, ligando a zona dos Currais Velhos (Barbalho) à Estrada das Boiadas (Estrada da Liberdade), por onde entraram as tropas brasileiras que consolidaram o movimento libertador.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Dica Cultural: Espetáculo Mar Morto

Foto: Divulgação
Depois de ganhar o último Prêmio Braskem na categoria Revelação, a peça musical Mar Morto volta a cartaz no Teatro Jorge Amado para curta temporada, nos dias 28, 29 e 30 de junho, sempre às 20h. Os ingressos para os três dias de apresentações devem ser trocados por 1kg de alimento não perecível na própria bilheteria do teatro, que funciona das 14h às 19h, diariamente. O montante arrecadado será doado para a Casa de Apoio e Assistência aos Portadores do Vírus HIV – CAASAH.

Realizado pela Sitorne Companhia de Teatro, em parceria com a Téspis Produções, o espetáculo é dirigido por George Vladimir, que assina, ainda, a adaptação do texto clássico de Jorge Amado. O elenco é encabeçado por Marcos Barreto e Raíssa Xavier, que interpretam os protagonistas Guma e Livia, contando com a participação especial de Diego Pombo [ex integrante de A Fazenda] e da dançarina Rosiane Pinheiro [no papel de Rosa Palmeirão]. A trilha sonora, em sua maioria composta por canções de Dorival Caymmi, é interpretada ao vivo pelos atores e músicos em cena, dando ainda mais vida ao universo do escritor baiano.

Para levar à cena esta saga, a Sitorne selecionou quarenta atores que, além de atuarem e cantarem ao vivo, dançam as coreografias criadas por Marcos Barreto especialmente para o espetáculo. O musical reúne, ainda, uma equipe de renomados profissionais da cena teatral baiana à frente do aparato técnico da montagem, a exemplo de Eduardo Tudella, na iluminação; Neto Costa e Milany Mutti, na preparação para canto; e Alessandra Novais, na direção de arte.

Sinopse:
É na cidade de Salvador da década de 30 que se desenvolve a bela estória de amor de Guma e Lívia. O romance proibido entre o valente pescador e a linda jovem da cidade alta é o centro da narrativa, que mostra o cotidiano e os conflitos dos pescadores e trabalhadores do mar do cais da capital baiana. Enquanto as mulheres dos marítimos esperam seus maridos retornarem de suas jornadas ao mar, os destemidos pescadores encaram desafios e lutam contra tempestades que podem tirar-lhes a vida. Uma estória encantadora marcada pela tragédia, pela aventura e pela paixão sobre as águas de Iemanjá. Personagens marcantes, como a bela e valente Rosa Palmeirão, a sedutora Esmeralda, o Velho Francisco e os emblemáticos Mestre Manuel e sua companheira Maria Clara, compõe também este rico painel da vida.

SERVIÇO:
O quê: Espetáculo musical MAR MORTO - da obra de Jorge Amado
Quando: Data – 28 a 30 de junho (sexta, sábado e domingo), às 20h
Onde: Teatro Jorge Amado - Av. Manoel Dias da Silva, 2177, Pituba
Quanto: 1kg de alimento não perecível
Fonte: Diga Bahia

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Aviso Sobre o Funcionamento da Biblioteca


Obs.: A SALA ESPECIAL FUNCIONARÁ NORMALMENTE.

Ganhadores do Concurso Cultural "Eu Curto a Biblioteca" levam prêmio para casa

No dia 19 de maio, a página da Biblioteca Pública do Estado da Bahia no Facebook alcançou o marco de 6 mil fãs. Para comemorar, a BPEB lançou o concurso cultural "Eu Curto a Biblioteca", que presenteou quatro amigos que ajudam, cada vez mais, esta Instituição bicentenária na sua missão de compartilhar o conhecimento. Conheça os vencedores:

Gabriela
GABRIELA DE GARDÊNIA OLIVEIRA MENDONÇA
"Eu curto a Biblioteca porque há 10 anos a BPEB faz parte da minha vida! Quando eu era pequena fazia trabalhos no Setor Infantil e lia gibis; em 2003 meu pai trabalhou na Biblioteca junto a Bahiatursa, pois o Centro de Convenções estava impossibilitado por algum motivo... Era massa! Eu podia entrar na salinha do café e fazer o lanche com os funcionários. A partir de 2006 comecei a ter uma frequência ativa (todos os dias) e descobri o mundo da leitura. Em 2009 e 2010 comecei a estudar para o vestibular (passei) e claro, fiz amizades sinceras. Em 2012, fruto de uma amizade que começou em 2009, comecei a namorar o amor da minha vida, e hoje, em 2013, carrego comigo uma bagagem de momentos maravilhosos passados na Biblioteca, que serão relatados em algum livro que ainda vou escrever."

Emerson


EMERSON DE AQUINO SANTOS
"Eu curto a BPEB porque ela é um ambiente que reforça uma cultura de educação e aprendizagem com uma programação adequada e horários flexíveis, criando um processo de aproximação social fantástico. São mais de duzentos anos de História, reforçando a memória da humanidade."


Geraldo



GERALDO FERNANDES DA SILVA
"Eu curto a Biblioteca porque com ela sou sócio do maior acervo de livros da Bahia!"



Daniel


DANIEL DE ALMEIDA LIMA
"Eu curto a Biblioteca Pública do Estado da Bahia porque ela é símbolo nacional da representação do conceito de democratização da cultura como mecanismo de transformação social."

terça-feira, 25 de junho de 2013

Setor Braille exibe filme "Central do Brasil" com audiodescrição

Clique para ampliar
Através do Setor Braille, que dá suporte aos frequentadores com deficiência visual em suas tarefas de leitura e escrita, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia realiza em 2013 a exibição de filmes com audiodescrição. A mostra acontece na última sexta-feira de cada mês, sempre às 15h, e tem entrada gratuita.

No dia 28 de junho, será exibido o longa Central do Brasil (1998), premiado drama franco-brasileiro dirigido por Walter Salles, que rendeu duas indicações ao Oscar: melhor filme estrangeiro e melhor atriz (Fernanda Montenegro).

Sinopse
Dora (Fernanda Montenegro) é uma mulher que trabalha na estação Central do Brasil escrevendo cartas para pessoas analfabetas. Uma de suas clientes, Ana (Soia Lira) aparece com o filho Josué (Vinícius de Oliveira) pedindo que escrevesse uma carta para o seu marido dizendo que Josué quer visitá-lo um dia. Saindo da estação, Ana morre atropelada por um ônibus e Josué, de apenas 9 anos e sem ter para onde ir, se vê forçado a morar na estação. Com pena do garoto, Dora decide ajudá-lo e levá-lo até seu pai que mora no sertão nordestino. No meio desta viagem pelo Brasil eles encontram obstáculos e descobertas enquanto o filme revela como é a vida de pessoas que migram pelo país na tentativa de conseguir melhor qualidade de vida ou poder rever seus parentes deixados para trás.

Quando: Dia 28 de junho (sexta-feira), às 15h
Onde: Setor Braille (térreo)
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: 5ª edição do CineFacom tem mostra de vídeos experimentais

Clique para ampliar
Em sua 5ª edição, o CineFacom – Mostra Audiovisual de Estudantes da UFBA, que tem o objetivo principal servir de espaço para a exibição da produção audiovisual dos estudantes da instituição, abre a programação deste semestre com vídeos experimentais produzidos por estudantes da universidade. Foram selecionados seis curtas-metragens de vídeo dança e vídeo arte, que serão exibidos nesta quarta-feira (26/06), às 19h, no auditório da Faculdade de Comunicação (FACOM/UFBA).

Com duração de até 15 minutos, os filmes apresentados serão: SILFOS (Concepção e edição Andréia Oliveira), Para que não nos sintamos tão sós (Direção e Roteiro de Fabricio Ramos e Camele Queiroz com participação de Wagner Pyter), Silhueta (Direção Marcio Liolly e Ana Clarissa Lopes), Microponto poético (Direção e Roteiro Gabriel Ormuz Machado), Códex (Intérprete e Orientação Ludmila Pimental, Edição Andréia Oliveira e Carolina Frinhani), Half-Way House (Direção Susanne Ohmann). 

Quando: Dia 26 de junho (quarta-feira), às 19h
Onde: Auditório da Faculdade de Comunicação (Ondina)
Quanto: Gratuito

terça-feira, 18 de junho de 2013

ATENÇÃO: Horário de Funcionamento da Biblioteca



Dica de Leitura: Millôr Fernandes

Escritor Millôr Fernandes
A Dica de Leitura de hoje da Biblioteca é Millôr Fernandes, desenhista, dramaturgo, escritor, humorista e tradutor carioca. Autor de multitalentos, celebrado em diversos gêneros, começou escrever para a revista "A Cigarra" ainda muito jovem, em 1938, e teve uma carreira premiada, fazendo sucesso entre o público e a crítica. Vítima de falência múltipla dos órgãos aos 88 anos, em março de 2012, Millôr, que também foi fundador do jornal "O Pasquim" e idealizador do frescobol no Brasil, deixou um valioso legado cultural para o país.

No Setor de Empréstimo, a Biblioteca disponibiliza alguns livros do escritor, para quem quiser conhecer um pouco mais de sua obra:

- Fábulas fabulosas
- Reflexões sem dor
- Todo homem é minha caça
- Poemas
- Computa, computador, computa
- Lições de um ignorante

Para se cadastrar na Biblioteca e começar a fazer empréstimos de livros, é simples: basta ter mais de 13 anos e trazer um comprovante de residência e a carteira de identidade. A inscrição deve ser feita no Setor de Empréstimo, que funciona todos os dias da semana. Mais informações: (71) 3117-6021.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

ATENÇÃO: Pulseiras de acesso aos shows do CINESomBA


Mostra Hip-Hop Consciência acontece no Complexo Cultural dos Barris

Clique para ampliar
Uma das atividades especiais do mês de junho do Espaço Xisto Bahia, a Mostra HIP-HOP CONSCIÊNCIA acontece no dia 17 de junho, às 19h, no Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado da Bahia - Complexo Cultural dos Barris.

O evento é gratuito e irá contar com uma Batalha de Break 2vs2 (com premiação), graffiti ao vivo com Nova10ordem, discotecagem com Dj Branco, exposição fotográfica, participação do grupo de rap Fúria Consciente e das rapper’s Sil Kaila e Jamile Guerra.

O evento tem curadoria de Dj Branco e Ananias Break, apoio da CMA Hip-Hop, Circuito Motiva e Irdeb.

A Mostra Hip Hop Consciência, integra o projeto Cultura em Campo - Esporte & Arte, da SecultBA, por ocasião da Copa das Confederações.

SERVIÇO
O quê: Mostra Hip-Hop Consciência
Quando:
 Dia 17/06 (segunda-feira), às 19h
Onde: Quadrilátero da Biblioteca - Complexo Cultural dos Barris
Quanto: Entrada franca

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Dica Cultural: 3º Round – Circuito de Rima Improvisada

Clique para ampliar
O 3º Round – Circuito de Rima Improvisada  é uma batalha de rimas organizada pelo coletivo cultural Boom Clap e Ugangue que acontece com entrada gratuita toda primeira sexta-feira de cada mês e a edição de Junho, extraordinariamente, acontecerá na segunda semana, dia 17, na praça da Cruz Caída, Pelourinho.

O projeto visa ocupar espaços públicos organizando manifestações culturais, artísticas e esportivas, ajudando a democratizar e descentralizar o acesso à cultura na cidade. O 3º Round também age levando ao Centro Histórico de Salvador a modalidade dentro do HipHop que mais ganha adeptos na Cultura de Rua: a Batalha de Rimas. São oito MC’s disputando o título de campeão do circuito através da rima desenvolvida na hora.

Nessa edição, o evento recebe uma dupla dinâmica e muito conhecida no HipHop da Bahia, cria das esquinas da cidade e amantes da arte do improviso, os MC’s Fall Clássico e Kiko. Além deles, participarão da batalha  o grupo feirense Difere, composto por Mayanna e as irmãs Muza, Estrela Mariano, e o MC Saho, lançando seu single “Vai Segurando. A crew Killa Fun marca presença mais uma vez garantindo o melhor da Dança de Rua na Bahia e o grafiteiro Zezé Olukemi assume as latas de sprays.

O evento é realizado pelo coletivo Boom Clap e Ugangue, de forma totalmente independente, levando a proposta de ocupação dos espaços públicos, com atividades voltadas para os jovens, que fomentem o conhecimento e as artes através do Hip Hop.

Quando: Dia 17 de junho (segunda-feira), às 19h
Onde: Praça da Cruz Caída - Pelourinho
Quanto: Gratuito

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Dica Cultural: Museu Abelardo Rodrigues promove visitas mediadas sobre a vida de Santo Antônio

Foto: Genilson Coutinho
O Museu Abelardo Rodrigues, situado no Pelourinho, promove, durante todo o mês de junho, visitas mediadas às suas instalações, com ênfase na vida e nos milagres de Santo Antônio, conhecido no Brasil como o “Santo Casamenteiro”. A mediação cultural terá como foco as relações existentes entre o famoso santo e o imaginário popular brasileiro, como a tradição do “Pão de Santo Antônio”, onde é comum que os fiéis distribuam pão no dia de sua festa, celebrada no dia 13 de junho. A programação ocorrerá sempre de terça a sexta-feira, das 10h às 18h horas, com visitação gratuita. Os interessados devem agendar a presença dos seus grupos previamente através do telefone (71) 3116-6740.

Com nome de batismo Fernando de Bulhões Taveira de Azevedo, Santo Antônio nasceu em Lisboa, em 1195, e morreu nas vizinhanças da cidade de Pádua, na Itália, em 1231. Ainda jovem pertenceu à ordem Agostiniana, até ser ordenado sacerdote. Anos depois, deixou a ordem agostiniana para se tornar franciscano, pois a humildade e pobreza dos seguidores de São Francisco o encantaram profundamente.

Além da imagem em madeira do “Santo Casamenteiro”, com 1,25 x 30 cm de largura e datada do século XVIII, a mostra do acervo do Abelardo ainda reúne imagens de Nossa Senhora das Almas do Purgatório, Santa Isabel, A Sagrada Família, Nossa Senhora com o Menino, São Joaquim, Nossa Senhora do Rosário e São Miguel Arcanjo. Crucifixos, pintura, oratórios, mesa de altar e santos de roca, confeccionados em materiais diversos também integram uma das maiores coleções de arte sacra do país.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Dica Cultural: Espaço Xisto Bahia realiza concurso de fotografia online com enfoque na juventude

Curso integra projeto "Cultura em Campo"
Tendo o futebol de rua como temática, o concurso fotográfico “A de fora é minha!” irá premiar a melhor imagem capturada através de câmeras de celular ou máquina digital não profissional. O concurso é uma realização do Espaço Xisto Bahia e integra o projeto Cultura em Campo – Esporte & Artes na cidade, por ocasião da Copa das Confederações. Podem participar jovens de até 24 anos. Para tanto, basta solicitar inclusão no grupo “A de fora é minha!”, através da rede social Facebook, entre os dias 10 e 18 de junho, e aguardar mensagem de confirmação. Ao final do processo, o autor da imagem que obtiver mais compartilhamentos receberá como prêmio um smartphone com câmera fotográfica de alta resolução integrada.

O concurso prevê também a realização de workshop de fotografia em diferentes bairros da capital, entre os dias 15 e 17 de junho. Já estão confirmados visitas à Cajazeiras, Bairro da Paz e Subúrbio Ferroviário.  A atividade conta com a presença dos fotógrafos baianos Tiago Lima e João Meireles e objetiva sensibilizar à linguagem fotográfica, com apresentação de conteúdos teóricos e práticos que estimulem os jovens participantes a lançarem um olhar eminentemente estético às suas comunidades.

“O futebol de rua, que tem quase tantos apelidos e nomenclaturas quanto praticantes, é capaz de reunir vizinhos, colegas de trabalho e moradores de uma mesma comunidade de forma espontânea, através de um movimento comum e não hierarquizado, promovendo uma integração dos cidadãos com a cidade. É exatamente a beleza desse movimento que queremos revelar”, afirma Isabela Silveira, coordenadora Espaço Xisto Bahia ao avaliar a iniciativa.

Passo a passo
Após a mensagem de confirmação os jovens irão postar fotos dos “babas” que tiverem acesso no grupo “A de fora é minha” – no Facebook. A cada dia uma imagem será selecionada para ser discutida dentro do grupo, com orientações dos instrutores Tiago Lima e João Meireles de como aquela foto poderia ser aprimorada do ponto de vista técnico e conceitual. As imagens podem ser postadas até o dia 23 de junho. Após esse prazo, uma curadoria irá escolher as 05 melhores imagens participantes. Vale lembrar que não há limite de postagem. O concorrente deve ter no mínimo uma foto no grupo.

Definida as 05 fotos, estas serão então levadas a júri popular online, com votação virtual. Aquela que obtiver um maior número de compartilhamentos por outros usuários da rede social será a vencedora. A premiação acontecerá no dia 29 de junho, às 11h, no Espaço Xisto Bahia. As cinco imagens finalistas serão reproduzidas em tamanho grande e permanecerão expostas no Espaço até o dia 29 de julho, um mês após a premiação.

SERVIÇO
Concurso fotográfico “ A de fora é minha!”
De 15 a 29 de junho
Grupo “A de fora é minha!” – Facebook
Espaço Xisto Bahia - Rua General  Labatut, 27 – Barris – Salvador – Bahia
Mais informações: (71) 3117-6155

Dia dos Namorados na Biblioteca tem concerto com camerata da OSBA

Clique para ampliar
Para comemorar o Dia dos Namorados com boa música, a Biblioteca recebe, no próximo dia 12 (quarta-feira), a apresentação da camerata “Quarteto Novo". O evento acontece no Quadrilátero da Instituição, às 16h, em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). A entrada é gratuita.

O grupo de câmara, integrante do projeto Cameratas da OSBA, possui dois instrumentos da família das madeiras e dois instrumentos da família das cordas. A flauta transversal tocada por André Becker e o fagote por Ilza Cruz representam as vozes aguda e grave, respectivamente. Com Djalma Nascimento no violoncelo e Mario Soares no violino, o diferencial criado por essa formação facilita que os quatro instrumentos sejam facilmente distinguidos mesmo quando estão tocando juntos.

Quando: Dia 12 de junho (quarta-feira), às 16h
Onde: Quadrilátero da Biblioteca (térreo) - Complexo Cultural dos Barris
Quanto: Gratuito

quinta-feira, 6 de junho de 2013

DICA SOCIAL: Campanha de Vacinação Contra a Poliomielite

Clique para ampliar
Dia 08 de junho é o "Dia D" da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite. Segundo o Ministério da Saúde, a campanha desse ano vai até o dia 21 de junho. O posto de saúde localizado na Rua Carlos Gomes (Centro) realizará vacinação neste sábado, das 08h às 17h.

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença infecciosa que causa paralisia dos membros inferiores, e pode atingir, também, o sistema respiratório, aumentando o risco de morte. Devem ser vacinadas crianças de 6 meses de idade a menores de 5 anos.

O quê: Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite
Quando: Dia 08 de junho (Dia D) - a Campanha vai até o dia 21 de junho
Onde: Posto de Saúde - Rua Carlos Gomes, nº 270, Centro (71 - 3611-6826/6827)

Seminário "A História Social do Futebol" abre inscrições gratuitas

Clique para ampliar
O Centro de Memória da Bahia, órgão vinculado a Fundação Pedro Calmon/SecultBA, promove nos próximos dias 17 e 18 o seminário “A História Social do Futebol”. O evento gratuito será realizado na Sala Katia Mattoso da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (3º andar), com palestras serão feitas por historiadores que pesquisam sobre tema. As inscrições para o seminário podem ser feitas através do site da Fundação Pedro Calmon.

Considerado como força motriz de um sentimento nacional, o futebol incita uma euforia e comoção geral que aparenta, atualmente, ser natural, mas esconde uma história de lutas e tensões ocorrida dentro e, principalmente, fora de campo. Introduzido no Brasil por imigrantes europeus no século XIX, os primeiros anos do futebol no Brasil esteve estreitamente ligado às elites, praticado por jovens que se associavam aos principais clubes das cidades, inacessível a trabalhadores em geral. Mas essa feição mudou rapidamente em fins de 1910, quando a prática esportiva passou a ser realizada por operários, em sua maioria, negros, como consequência do entusiasmo suscitado pelos jogos dos selecionados nacionais.

Através dos jogos se perfazia e se consolidava uma identidade geral e um sentimento de nacionalismo compartilhado por diferentes classes e raças.  Esse sentimento que se queria homogêneo apresentava ambiguidades e fissuras na medida em que o futebol aparecia como uma brecha também para exprimir diferenças e embates de uma sociedade marcada pela desigualdade social.

Debater as diferentes questões que se apresentam relativas à história social do futebol no período da Copa das Confederações, é uma oportunidade de refletir sobre sua importância para a construção da identidade nacional do Brasil, que se auto-intitula como país do futebol, numa valorização a cultura do seu povo.

Quando - Dia 17 de junho, às 19h; e dia 18 de junho, das 14h às 18h
Onde - Na Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris), na Sala Katia Mattoso
Quanto: Gratuito

quarta-feira, 5 de junho de 2013

VÍDEO "200+1: Porque Você Faz Parte Dessa História" - Frequentadores

Maio foi o mês de aniversário da Biblioteca Pública do Estado da Bahia! Como parte da comemoração pelos seus 202 anos, a Biblioteca apresenta o vídeo "200+1: Porque Você Faz Parte Dessa História", produzido em 2012. O vídeo, dividido em três capítulos, apresenta Colaboradores, Frequentadores e Funcionários, que compartilham suas opiniões e experiências sobre a primeira Biblioteca Pública do Brasil. Confira o último capítulo:

video

Biblioteca Pública do Estado da Bahia - 200+1: Porque você faz parte dessa História

Coordenação Geral: Edwin Neves

Produção: Núcleo Biblioteca Viva
Equipe: Morgana Gama / Silvia Dias / Thaís Caribé / Cleber Fraga / Amanda Julieta

Entrevistados: Arthur Dias / Débora Cavalcanti / Edson Coelho / Itaberaba Lyra / Jorge Santos / Joselita Souza Muniz / Larissa Correia / Maila da Silva / Manoel Lessa / Rodrigo de Jesus

Filmagem: 3baías Filmes

Realização: Biblioteca Pública do Estado da Bahia / Diretoria de Bibliotecas Públicas / Fundação Pedro Calmon / Secretaria de Cultura do Estado da Bahia

"Seminário Internacional Independência nas Américas" tem inscrições abertas

Clique para ampliar
Nos dias 30, 31 de julho e 1º de agosto, em Salvador-Bahia, Brasil acontecerá o Seminário Internacional Independências nas Américas. Em comemoração aos 190 anos de Independência do Brasil na Bahia pesquisadores e historiadores renomados nacionais e internacionais estarão reunidos, na Sala Walter da Silveira, no Complexo Cultural dos Barris, para debater as Independências das Américas, com atenção especial a Independência do Brasil na Bahia. As inscrições podem ser feitas no site da Fundação Pedro Calmon.

Este é um evento realizado pela Fundação Pedro Calmon, em parceria com a Universidade Federal da Bahia, Universidade do Estado da Bahia, Universidades Estadual do Recôncavo e do Sudoeste da Bahia, com o objetivo de promover o diálogo sobre diferentes fatos ocorridos nas Independências de países das Américas. Nos dias 31 de julho e 1º agosto, o evento irá proporcionar ao público o contato com fatos das independências ocorrido no cenário internacional e nacional, que ultrapassam os espaços das discussões estritamente acadêmicas.

Por meio de temas relacionados a contemporaneidade e independências, manifestações culturais das independências nas Américas, guerras de independência no Brasil e na Bahia, a Fundação Pedro Calmon convida a sociedade a conhecer e discutir fatos importantes do processo de independência de países das Américas, assim como seus temas transversais esses contextos históricos.

Espaços de discussão serão destinados a importância dos movimentos populares, assim como o de mulheres pela emancipação do Brasil, as diferentes comemorações e manifestações culturais da independência, as relações políticas construída entre estados e países em prol da emancipação, fatos relacionados a memória, identidade nacional e cultural, dentre vários outros temas importantes para todo esse processo, que precisa fazer parte do conhecimento popular.

Os temas centrais das mesas redondas serão: Miradas sobre o processo de emancipação nas Américas; Entre conflitos e comemoração: História e memória da independência na América Latina; Resistência popular e consolidação da Independência no Brasil; Conflitos políticos e manifestações culturais na Bahia dos séculos XIX e XX. Para discutir esses temas, palestrantes de diferentes universidades do Brasil, Cuba, México. Argentina e Peru foram convidados.

Durante o evento, será realizada uma série de atividades culturais, tais como exibição de filmes, exposições, lançamento de revistas e livros e leituras públicas, atividades culturais que tem singular importância de proporcionar ao grande público o conhecimento sobre a história e memória da participação popular nas lutas pela emancipação, contribuindo para a formação do sentimento cívico e de identidade cultural.

Quando: Dias 30, 31 de julho e 1º de agosto
Onde: Sala Walter da Silveira - Complexo Cultural dos Barris
Quanto: Gratuito

terça-feira, 4 de junho de 2013

RESULTADO: Concurso Cultural - "Eu Curto a Biblioteca"


No dia 19 de maio, a página da Biblioteca Pública do Estado da Bahia no Facebook alcançou o marco de 6 mil fãs. Para comemorar, a BPEB lançou o concurso cultural "Eu Curto a Biblioteca", que vai presentear quatro amigos que ajudam, cada vez mais, esta Instituição bicentenária na sua missão de compartilhar o conhecimento.

Confira os quatro ganhadores do kit de livros:

GABRIELA DE GARDÊNIA OLIVEIRA MENDONÇA
"Porque há 10 anos a BPEB faz parte da minha vida! Quando eu era pequena fazia trabalhos no Setor Infantil e lia gibis; em 2003 meu pai trabalhou na Biblioteca junto a Bahiatursa, pois o Centro de Convenções estava impossibilitado por algum motivo... Era massa! Eu podia entrar na salinha do café e fazer o lanche com os funcionários. A partir de 2006 comecei a ter uma frequência ativa (todos os dias) e descobri o mundo da leitura. Em 2009 e 2010 comecei a estudar para o vestibular (passei) e claro, fiz amizades sinceras. Em 2012, fruto de uma amizade que começou em 2009, comecei a namorar o amor da minha vida, e hoje, em 2013, carrego comigo uma bagagem de momentos maravilhosos passados na Biblioteca, que serão relatados em algum livro que ainda vou escrever."

EMERSON DE AQUINO SANTOS
"Eu curto a BPEB porque ela é um ambiente que reforça uma cultura de educação e aprendizagem com uma programação adequada e horários flexíveis, criando um processo de aproximação social fantástico. São mais de duzentos anos de História, reforçando a memória da humanidade."

GERALDO FERNANDES DA SILVA
"Eu curto a Biblioteca porque com ela sou sócio do maior acervo de livros da Bahia!"

DANIEL DE ALMEIDA LIMA
"Eu curto a Biblioteca Pública do Estado da Bahia porque ela é símbolo nacional da representação do conceito de democratização da cultura como mecanismo de transformação social."

Os vencedores poderão retirar seus kits no Núcleo Biblioteca Viva (3º andar), de segunda a sexta, das 9h às 12h / 14h às 18h. Contatos: (71) 3117-6041 / 6079.

Festival "CINESomBA" agita o Complexo Cultural dos Barris na Copa das Confederações

Os cantores Anelis Assumpção, Karina Buhr, Márcia Castro e
Curumin são algumas das atrações do CINESomBA. 
Cinema que dialoga com a música, música que dialoga com o cinema; cineasta que faz música, músico que faz cinema; videoclipe, a mais clara junção entre as duas linguagens: assim é o festival CINESomBA, que ocupa a estrutura do Complexo Cultural dos Barris, o que inclui as salas Alexandre Robatto e Walter da Silveira, escadaria da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Quadrilátero da Biblioteca e Galeria Pierre Verger. Mostras e instalações, além de exibições audiovisuais em videomapping e transmissão de jogo do Brasil, estão na programação, que se estende ao longo de três dias, de 14 a 16 de junho (sexta a domingo), das 9 às 22 horas, com entrada gratuita. Na lista de filmes, traços da música da Bahia aparecem em curtas, médias e longas-metragens. Ao final de cada dia, um show encerra as atividades em conexão com o que foi visto nas telas, trazendo André Luiz Oliveira, Márcia Castro, Curumin, Anelis Assumpção, Karina Buhr, Mariella Santiago e Moreno Veloso.

Diariamente, durante todo o horário do evento, visitantes vão se deparar com uma instalação sonora com obras do músico Arto Lindsay. Também todos os dias, a partir das 18h30, videoclipes baianos dos mais variados estilos, do rock ao pagode, da MPB ao arrocha, serão exibidos na fachada da Biblioteca e, em seguida, os VJs Jan Cathalá e Caetano Britto, ao lado dos DJs Edbrass e Maira, também fazem suas projeções em videomapping.

Na sexta-feira (14/6), durante a tarde até início da noite, tem os curtas "O Alquimista do Som" (Walter Lima), "Solange Tô Aberta" (Claudio Manoel), "Hip Hop com Dendê" (Fabiola Aquino) e "Brasilianos" (Claudia Chávez), e os médias e longas "O Irrecuperável" (Marcela Bellas), "Filhos de João – Admirável Mundo Novo Baiano" (Henrique Dantas) e "Cacau do Pandeiro – O Mundo na Palma da Mão" (Marcio Santos). A mostra contará, ainda, com uma edição especial da obra em construção "A Mensagem de Fernando Pessoa – Mito e Música", do diretor André Luiz Oliveira, que também apresentará, às 21 horas, o show A Mensagem, em homenagem a Fernando Pessoa, com participação da fadista portuguesa Gloria de Lourdes.

No sábado (15/6), a partir das 14 horas, os DJs Edbrass e Maira fazem o som de aquecimento para a transmissão do jogo Brasil X Japão, às 16 horas, no Quadrilátero da Biblioteca. A festa do dia se completa com Márcia Castro, Curumin, Anelis Assumpção e Karina Buhr num espetáculo em reverência aos Novos Baianos.

No último dia, domingo (16/6), além do curta "O Novíssimo Baiano" (Hélio Rodrigues), toda a tarde será recheada de médias e longas: "Efeito Bogary" (Rodrigo Luna e Renato Gaiarsa), "Os Doces Bárbaros" (Jom Tob Azulay), "Úteros em Fúria – Uma Videobiografia" (Chico Castro Jr.), "Samba-Reggae: A Arma É Musical" (Maíra Cristina) e "Sonora Rio Bahia" (Jasmin Pinho). Fechando o evento, Mariella Santiago e Moreno Veloso fazem show em homenagem a Caetano Veloso.

Quando: Dias 14, 15 e 16 de junho
Onde: Complexo Cultural dos Barris
Quanto: Gratuito
Realização: Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB)
Apoio: Biblioteca Pública do Estado da Bahia
Foto: Nanda Ferreira